Os três candidatos à liderança do PSD Rui Rio, Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz defrontam-se esta quarta-feira no primeiro debate a três, marcado para as 21h00, na RTP1.

A data do primeiro debate — poderá haver outros, mas ainda sem data e formato consensualizados — coincide com a data do aniversário da morte do fundador do partido Francisco Sá Carneiro, em 4 de dezembro de 1980, e que todos os anos é assinalada pelo PSD.

De acordo com a estação pública, o debate será em direto, a partir das 21h00 na RTP1, e terá uma duração de 50 minutos, moderado pela editora de Política Luísa Bastos.

Até agora, a única iniciativa que contou com a presença dos três candidatos à liderança do PSD foi um congresso sobre coesão territorial organizado pela JSD, em 23 de novembro, no Fundão (Castelo Branco), em que os três fizeram intervenções separadas.

Até agora, a campanha interna tem decorrido em circuito praticamente fechado, com os candidatos Luís Montenegro e Miguel Pinto Luz a multiplicarem-se em sessões de esclarecimento com militantes pelo país, que o atual presidente e líder parlamentar do PSD tem remetido sobretudo para os fins de semana.

Tirando as apresentações formais das candidaturas — no caso de Rio, fez o anúncio de que era candidato, no Porto –, só Luís Montenegro realizou até agora um comício, no passado sábado no Porto.

Os candidatos têm apostado sobretudo nas redes sociais, onde vão divulgando os vários apoios recebidos e até mensagens políticas e vídeos.

Em 2018, realizaram-se três debates entre os então dois candidatos à liderança do PSD — Rui Rio e Pedro Santana Lopes –, dois televisivos e um radiofónico.

Há dois anos, os debates foram motivo de polémica na campanha interna, depois de Pedro Santana Lopes ter proposto logo na apresentação da candidatura que as estruturas distritais e regionais do PSD realizassem debates, o que, no limite, poderia resultar em 21 frente a frente. A proposta foi imediatamente rejeitada por Rui Rio, por considerar que a campanha não deveria “ser transformada num espetáculo ambulante pelo país fora”. Na altura, os três debates que acabaram por acontecer realizaram-se apenas em janeiro — um na RTP, outro na TVI e outro nas rádios.

Em 2010, as anteriores diretas em que houve disputa, na altura entre quatro candidatos, realizaram-se três frente-a-frente (entre Passos Coelho e Paulo Rangel, entre Rangel e Aguiar-Branco e entre este e Passos) e um debate com os quatro candidatos, incluindo o advogado Castanheira Barros.

As eleições diretas para escolher o próximo presidente do PSD realizam-se em 11 de janeiro, com uma eventual segunda volta uma semana depois, e o congresso está marcado para entre 7 e 9 de fevereiro, em Viana do Castelo.