O filme de ação “6 Underground”, do realizador norte-americano Michael Bay, protagonizado por Ryan Reynolds, que conta no elenco com a atriz portuguesa Lídia Franco, estreia-se na sexta-feira na plataforma Netflix.

“6 Underground”, rodado em 2018 em Itália, “introduz um novo tipo de herói de ação”, refere a plataforma, a propósito de seis pessoas, escolhidas por um líder (Ryan Reynolds), que têm “um desejo único de apagar o seu passado para mudar o futuro”.

O filme conta com as participações, entre outros, de Mélanie Laurent, Corey Hawkins e Dave Franco e, do elenco secundário, com a atriz portuguesa Lídia Franco, escolhida numa sessão de ‘casting’ realizada no âmbito do programa Passaporte, promovido pela Academia Portuguesa de Cinema.

[O trailer oficial do filme:]

Michael Bay é conhecido sobretudo por filmes de ação de grande aparato técnico e visual, como “Armageddon” e a série de filmes “Transformers”.

Lídia Franco, 75 anos, foi bailarina da antiga Companhia Portuguesa de Bailado, mas é como atriz que o público português a reconhece no teatro, em cinema e em televisão. Entre os projetos mais recentes estão os filmes “O homem que matou D. Quixote”, de Terry Gilliam, e “Ruth”, de António Pinhão Botelho.

O programa Passaporte é uma iniciativa dinamizada pela diretora de ‘castings’ Patrícia Vasconcelos, com o objetivo de divulgar o trabalho dos atores portugueses, pondo-os em contacto com diretores de ‘casting’ estrangeiros.

Há dois anos, o Observador esteve num dia de audições de atores portugueses com diretores de casting internacionais. Nesse dia, Frank Moiselle, diretor de casting em Dublin, contou que no ano anterior tinha conhecido um “ator espetacular”, Albano Jerónimo, que “acabou por participar numa temporada da série Vikings” — e manifestou-se esperançoso de que aparecessem “papéis” para os “novos talentos” que voltara a encontrar.

O programa Passaporte teve uma primeira edição no ano passado e inspira-se num modelo que Patrícia Vasconcelos conheceu há cerca de seis anos na Irlanda, durante o festival de cinema Subtitle, criado pelo agente de atores Richard Cook (conhecido por representar Pierce Brosnan). Na versão lisboeta não há projeção de filmes, apenas encontros entre diretores de casting e atores, além de palestras gratuitas e abertas ao público em geral.