Segundo um comunicado da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), o emissor de Sines mudará esta sexta-feira de frequência por volta das 16h30, passando do canal 56 para o 43.

Serão alterados 20 emissores, que incluem todos os do Algarve, alguns do Alentejo e o emissor de Sines, do distrito de Setúbal. O processo prosseguirá depois para norte, estando prevista a sua conclusão no final de junho”, recorda a Anacom.

As pessoas abrangidas pela mudança ficarão sem imagem, sendo que “quando o ecrã da televisão ficar negro apenas será necessário fazer a sintonia da televisão ou do descodificador de TDT e todos continuarão a ver televisão gratuitamente”, tratando-se de um processo simples.

A Anacom assegura que “não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a TV o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga”. Os reguladores alertam, no entanto, para as instalações mono-canal dos condomínios, que poderão ter de ser alteradas.

A entidade tem uma linha telefónica de apoio gratuita, criada para o efeito (800 102 002), que funciona todos os dias entre as 09h e as 22h, para a qual as pessoas poderão ligar para esclarecer dúvidas e obter apoio na sintonia da sua televisão. Caso o apoio telefónico não resolva a situação, a Anacom agendará uma visita a casa do cliente para proceder à sintonia, com técnicos seus e com um serviço gratuito.

A conclusão dos procedimentos de atribuição de licenças 5G será entre junho e agosto de 2020, de acordo com a previsão da Autoridade Nacional de Comunicações.