Mirafiori é o coração dos planos de electrificação da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), mas o complexo industrial italiano não se vai ficar pela produção de veículos mais amigos do ambiente. É um facto que o novo Fiat 500 eléctrico (BEV) já lá está a ser produzido, nomeadamente as unidades pré-série que se destinam  a testar o produto e a encontrar formas de agilizar a produção, que deverá ser iniciada em Junho, três meses depois da apresentação do novo modelo no Salão de Genebra. E Mirafiori também vai servir  de rampa de lançamento para a incursão da Maserati na hibridização e na plena electrificação, de que falaremos noutro artigo. Porém, o complexo produtivo de Turim quer ir mais além e converter-se, ele próprio, numa referência em matéria de sustentabilidade.

Para tal, a FCA vai instalar 150 mil metros quadrados de painéis fotovoltaicos no complexo fabril de Mirafiori, capazes de produzir 15 MW de electricidade e, assim, “reduzir as emissões em mais de 5000 toneladas de CO2, além de fornecer “energia sustentável para o carregamento dos modelos electrificados produzidos na fábrica”, refere o grupo italo-americano em nota de imprensa.

Os esforços da FCA para contribuir para um ambiente mais limpo chegarão, inclusivamente, ao parque de estacionamento do complexo de Turim. Vão ser instalados um total de 850 pontos de carga, 750 dos quais na área reservada ao parqueamento dos empregados. A FCA nada refere quanto à potência desses postos de carregamento, mas recorda que as duas medidas agora anunciadas se inscrevem num plano global de investimento em Itália, de 2019 até 2021, no valor de 5000 milhões de euros.

Também enquadrado nesse plano está já em marcha um projecto em colaboração com a Terna, para a criação em Mirafiori do “maior polo V2G (Vehicle-to-Grid)”. A construção está em curso e prevê igualmente o recurso a painéis fotovoltaicos, sendo que o desafio passa por ligar uma frota de 700 Fiat 500 BEV a uma infra-estrutura de carregamento bidireccional, capaz de fornecer à rede 25 MW para equilibrar a procura nas horas de ponta.