A empresa responsável pelo tratamento de lixo de 25 municípios de Castelo Branco, Portalegre e Santarém apelou esta quinta-feira à população para que todos cumpram as novas regras no manuseamento do lixo doméstico durante o combate à pandemia do Covid-19.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a empresa explica que se numa família houver pessoas infetadas ou com essa suspeita, os resíduos também podem estar infetados, pelo que apela à colocação dos mesmos em sacos de lixo resistentes e descartáveis, cujo enchimento não deve ultrapassar os dois terços da sua capacidade.

“Os sacos devidamente fechados devem ser colocados dentro de um segundo saco, devidamente fechado, e este deve ser depositado no contentor de lixo comum (resíduos indiferenciados)”, lê-se na nota.

A empresa sublinha ainda que os sacos devem ser sempre colocados dentro do contentor e nunca deixados no chão.

“Se estiver cheio, coloque no contentor mais próximo ou utilize quando estiver disponível. Para além disso, as máscaras, luvas e lenços devem ser sempre colocados no contentor do lixo comum”, sublinha.

A Valnor adianta que os seus trabalhadores continuam, diariamente, a contribuir para a limpeza das ruas, através da recolha seletiva, e a garantir o tratamento dos resíduos.

“A melhor forma de lhes agradecer é partilhar e cumprir estas regras e ser compreensivo para com as adaptações à recolha que o seu município e a Valnor poderão ter de fazer”, concluem.

A Valnor, uma das 11 empresas do grupo ‘Environmental Global Facilities’ (EGF), é responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos nos municípios de Abrantes, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo Branco, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Idanha-a-Nova, Mação, Marvão, Monforte, Nisa, Oleiros, Ponte de Sôr, Portalegre, Proença-a-Nova, Sardoal, Sertã, Sousel, Vila de Rei e Vila Velha de Ródão.

Abrange uma área aproximada de 12 mil quilómetros quadrados, serve uma população de cerca de 254 mil habitantes e é responsável por reciclar e tratar mais de 101 mil toneladas de resíduos de 25 municípios.