Boris Johnson confirmou num vídeo publicado na sua página de Twitter que também ele está infetado com o novo coronavírus.

“Desenvolvi alguns sintomas ligeiros de coronavírus, ou seja, temperatura alta e tosse persistente. Aconselhado pelo diretor-geral de saúde fiz um teste, que deu positivo”, disse.

“Vou ficar a trabalhar a partir de casa e em isolamento, que é o deve ser feito. Mas não se preocupem porque, graças às maravilhas da tecnologia vou estar em contacto com a minha equipa para liderar a luta nacional contra o novo coronavírus”, disse.

O Número 10 de Downing Street confirmou entretanto que os papéis e as refeições necessárias para o primeiro-ministro serão deixadas à porta da divisão onde se encontra.

O primeiro-ministro britânico é assim o primeiro chefe de governo a ser infetado pelo novo coronavírus em todo o mundo. O porta-voz de Boris Johnson já tinha confirmado no início da semana que, caso Boris Johnson ficasse incapaz de liderar o governo, seria o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dominic Raab, a substituí-lo. Caso Raab também esteja doente, o primeiro-ministro pode escolher qualquer outro ministro para o substituir, segundo conta a Sky News. Por enquanto, não parece ser necessário, visto Boris ter sintomas ligeiros.

Entretanto, o ministro da Saúde, Matt Hancock, também anunciou que testou positivo para coronavírus, igualmente com “sintomas ligeiros”. Irá ficar em isolamento em casa até “à próxima quinta-feira”.

Boris Johnson esteve esta quarta-feira no Parlamento britânico, no debate semanal. Para já, alguns funcionários da residência do primeiro-ministro foram mandados para casa, mas não há sinais de que outros ministros do governo possam estar infetados.

O primeiro-ministro esteve também com a Rainha Isabel II a 11 de março, na sua audiência semanal. O príncipe Carlos, herdeiro do trono, também já confirmou estar infetado com Covid-19. O Palácio de Buckingham, contudo, garante que a Rainha, de 93 anos, está bem de saúde.

A companheira do primeiro-ministro britânico, Carrie Symonds, está grávida, razão pela qual irá ficar em isolamento na residência privada do casal, de acordo com o Telegraph.

Ao todo, há mais de 11 mil casos confirmados de infeção por Covid-19 no Reino Unido. 578 pessoas já morreram.