A Sebenta da Quarentena, destinada a “alimentar a alma” dos idosos, numa altura em que o isolamento foi potenciado devido à pandemia da Covid-19, junta atividades criadas por 40 autores portugueses, é gratuita e está disponível online.

A ideia partiu da plataforma artística Mistaker Maker, fundada por Lara Seixo Rodrigues, criadora dos workshops de graffiti para idosos Lata 65, que surgiram em 2012 em Lisboa e desde então têm chegado a várias localidades portuguesas do mundo.

“Aquilo que temos conhecimento, de fazer os workshops, é de um isolamento total, um abandono que existe em muitas famílias e com muitos idosos, e de repente vemos isto agravado. Decidimos que tínhamos de fazer qualquer coisa, porque já se estava a aproximar o estado de emergência, e queríamos fazer algo que os acompanhasse”, contou Lara Seixo Rodrigues, em declarações à Lusa.

A ideia de criar a Sebenta da Quarentena surgiu há cerca de duas semanas e “foi tudo muito rápido”.

“Num dia estávamos a ter a ideia e no seguinte a convidar os artistas. O repto que lhes lançámos foi de criarem algo capaz de despertar empatia no idoso, que fosse capaz de arrancar um sorriso, de os levantar do sofá, de lhes firmar um pensamento positivo, de lhes alimentar a alma, porque também tem que ver com isto. Não podemos preocupar-nos [só] com o estado de saúde, a alimentação, é preciso algo mais e daí surgiu a Sebenta da Quarentena, com 40 ideias para aproveitar o tempo”, disse.

Entre os 40 autores estão ilustradores como Tiago Galo, João Fazenda, Mariana a Miserável, Clara Não e Mariana Rio, e artistas urbanos como Catarina Glam, GonçaloMAR, Pantónio, Samina, Oker e Miguel Januário (±maismenos±), que criaram “um compêndio de ilustrações para pintar (com histórias, mensagens, conversas), charadas, quebra-cabeças, palavras ilustradas e sopas de letras”, e “que tenta transmitir sempre, de uma forma muito leve e muito positiva, que é um tempo que pode ser bem passado”.

Consciente de que “acima dos 65 anos há muita gente que não tem acesso a novas tecnologias, à Internet”, a Mistaker Maker teve a preocupação de arranjar parceiros que conseguissem imprimir a Sebenta da Quarentena, para ser entregue em mãos.

“Temos três parceiros – no Porto, em Lisboa e na Covilhã – que já estão a imprimir a Sebenta, que vamos entregar a partir da próxima semana a vários sítios. Estamos a fazer um reconhecimento dos sítios onde podemos ir entregar”, referiu Lara Seixo Rodrigues.

Com a experiência adquirida ao longo dos anos com o projeto Lata 65, a Mistaker Maker já conseguiu “identificar alguns atores que vão ajudar nesta distribuição, de fazer chegar a Sebenta a pessoas que realmente precisam”.

“Mas qualquer pessoa pode ir ao ‘site’, pode pedir-nos e nós vamos tentar agilizar a maneira de fazer chegar a sebenta”, disse.

Além disso, a Mistaker Maker estabeleceu uma parceria com a fábrica de lápis Viarco, “que cedeu uma série de lápis de cor e de grafite para poderem ser entregues aos idosos, porque nem todos têm material de colorir em casa”.

A associação continua “neste trabalho de identificar mais gráficas que possam ajudar a chegarmos a mais gente que não tem possibilidade de chegar ao ‘site’ da Sebenta da Quarentena, onde está todo o material, que ser descarregado por qualquer pessoa”.

Além de tudo, Lara Seixo Rodrigues acredita que a Sebenta da Quarentena pode ser “quase um documento, um caderno, de comunicação”.

“Nós imaginamos que um idoso pode estar em sua casa a pintar e depois colocar [a folha] na sua janela para quem passa, ou pode mandar para quem vai entregar-lhe a comida a casa e os medicamentos, ou pode mandar para os netos, e os netos preenchem metade e os avós a outra metade”, partilhou.

Lara reforça que a Sebenta da Quarentena “pode ser um instrumento, tanto de trabalho para as equipas de proximidade das juntas e dos lares e centros de dia”, mas é também “uma nova forma de comunicação, porque neste momento tudo é uma nova forma de comunicação”.

Quem quiser ajudar neste projeto, pode entrar em contacto com a Mistaker Maker através do site www.sebentadaquarentena.com, que é também onde a Sebenta da Quarentena está disponível para ser descarregada.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 920 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 46 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito na quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março.

O Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.