O Instagram lançou em Portugal novas ferramentas focadas nos negócios que estão presentes na rede social. Objetivo: ajudar “na recuperação económica das Pequenas e Médias Empresas (PME)”. À semelhança do irmão mais velho Facebook, passa agora a ser possível as empresas fazerem pedidos de angariação de fundos através do Instagram e há um novo mecanismo para levar clientes aos sites de venda deste negócios.

De acordo com o Facebook, que detém o Instagram, estas medidas são para as “mesmas empresas que, neste momento, estão a lidar com uma série de desafios relativos à crise da Covid-19”. Os nomes destas ferramentas são “gift card” e “angariação de fundos”. Segundo Irene Cano, Diretora Geral do Facebook em Espanha e Portugal, “estas novas ferramentas vão facilitar” o “auxílio aos negócios que mais sofrem os efeitos da crise”, em especial as PME.

Lucro do Facebook duplica no primeiro trimestre para 4,5 mil milhões de euros

O “Gif Card” permite às páginas geridas por empresas adicionarem um ícone especial no perfil ou nas stories da rede social, que direciona os utilizadores para a página dos negócios, para poderem comprar o anunciado. Desta forma, o Facebook afirma que os clientes vão poder ” efetivamente ajudar o negócio de que mais gostam”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

É inspirador ver como as nossas comunidades do Facebook estão mais unidas do que nunca para oferecer suporte àqueles que mais precisam, incluindo pequenas empresas locais, que são a alma dos bairros e cujo futuro para muitos é incerto”, diz Irene Cano, Diretora Geral do Facebook em Espanha e Portugal.

A ferramenta de “angariação de fundos”, como já referimos, é bastante semelhante à do Facebook lançada na última semana. Agora, também no Instagram, as páginas de negócios na rede social podem “solicitar aos clientes que ajudem o seu negócio neste período especialmente crítico e garantam a sua sustentabilidade”, diz o Facebook.