A Liga dos Bombeiros Portugueses pediu esta segunda-feira uma reunião com “caráter de urgência” à secretária de Estado da Administração Interna para analisar as consequências do atual surto de Covid-19 nos bombeiros e sua implicação no combate aos incêndios.

Em comunicado, a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) propõe que a reunião com Patrícia Gaspar tenha a presença de um representante do Ministério da Saúde.

A reunião à secretária de Estado surge após ter sido esta segunda-feira conhecido um surto de Covid-19 nos bombeiros voluntários de Queluz, em que 13 bombeiros estão infetados.

A LBP recorda que os bombeiros estão na linha da frente na prestação do socorro às populações, que asseguram mais de 90% dos serviços e no combate aos incêndios rurais colocando nos teatros de operações mais de 98 por cento dos meios humanos e viaturas.

A Autoridade Nacional de Emergencial e Proteção Civil enviou em maio a todos os operacionais envolvidos no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais um plano com medidas e instruções para prevenir o contágio por Covid-19, que vão desde a proteção individual, regras de higienização de espaços de descanso, alimentação e transporte dos operacionais.

Estas medidas têm como finalidade proteger os agentes de proteção civil do contágio por Covid-19 durante a época de combate aos incêndios rurais e reflete as recomendações das autoridades de saúde.

Portugal contabiliza pelo menos 1.568 mortos associados à Covid-19 em 41.912 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).