O Benfica anunciou esta terça-feira, em comunicado e tal como o Observador já tinha adiantado, que Nélson Veríssimo será o treinador da equipa principal até ao final da presente temporada. O futuro novo técnico, substituto efetivo de Bruno Lage, só irá por isso passar a orientar os encarnados na próxima época.

“A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa que o treinador Nélson Veríssimo irá comandar a equipa de Futebol Profissional até ao final da temporada 2019/2020, fazendo parte da sua equipa técnica Minervino Pietra, Marco Pedroso e Fernando Ferreira”, pode ler-se na nota divulgada pelo clube no site oficial, onde é ainda deixada uma palavra de agradecimento ao trabalho de Bruno Lage. “A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD agradece a Bruno Lage o trabalhado realizado e deseja-lhe as maiores felicidades pessoais e profissionais. Votos que são extensivos aos seus adjuntos Alexandre Silva e Jhony Conceição. Para sempre ficará na nossa história e memória o inestimável contributo de Bruno Lage e de toda a sua equipa técnica para a brilhante Reconquista do título no Campeonato de 2018/2019″, termina o comunicado.

Confirmado: Veríssimo, adjunto de Lage, fica no comando da equipa e deve orientar o próximo jogo (pelo menos)

De recordar que no passado sábado, depois da vitória do Benfica na Luz contra o Boavista, Nélson Veríssimo confirmou que iria orientar o treino do dia seguinte mas disse ainda não saber se estaria no banco no próximo jogo, quinta-feira, com o Famalicão. “Quando me colocaram esta questão de orientar a equipa com o Boavista, o meu foco esteve sempre aí. Agora, pediram-me para preparar o treino de amanhã [domingo] e é nisso que estou a pensar. Eu não sei de nada que não possa dizer. A realidade é essa. Depois logo se verá”, explicou o técnico interino na conferência de imprensa, confirmando-se agora que será mesmo Veríssimo a comandar a equipa em Famalicão — e nas restantes três jornadas por disputar, assim como na final da Taça de Portugal, a 1 de agosto.

Antigo central da formação do Benfica, Veríssimo ainda esteve mais de duas temporadas nos seniores das águias, entre 1994 e 1996, após a conquista do título na época marcada pelo Verão Quente, antes de passar para o Alverca, onde fez grande parte da carreira numa altura em que os ribatejanos estavam na 1.ª Divisão. O defesa passou ainda por Académica, V. Setúbal (ambos nos escalão principal), Fátima e Mafra, onde terminou em 2012. Logo nesse ano, e depois de ter tirado os níveis necessários de treinador, Veríssimo foi durante sete anos adjunto da equipa B dos encarnados, tendo subido à equipa técnica do conjunto principal com a promoção de Bruno Lage.

Bruno Lage coloca lugar à disposição, Vieira aceita saída e chega-se à frente: “O único culpado sou eu”

Renato Paiva, atual treinador da equipa B, chegou a ser colocado de pré-aviso para o caso de haver uma alteração técnica antes do final da temporada mas será mesmo Veríssimo a continuar com os encarnados, tal como o Observador já tinha adiantado. Isto porque o Benfica está à procura de treinador — numa corrida onde Jorge Jesus parece ser cada vez mais a escolha predileta — e a hipótese de surgir nesta altura uma solução interna para assumir a equipa a partir de 2020/21 está afastada.

Já esta terça-feira e numa mensagem a que a Agência Lusa teve acesso, Bruno Lage despediu-se dos adeptos do Benfica, uma semana depois de ter saído do comando técnico dos encarnados. “Depois de me despedir do presidente, do diretor desportivo, do diretor-geral e de todos os jogadores, bem como de todos os que trabalham diariamente no Seixal, quero, agora, despedir-me de todos vocês, os adeptos, que são a essência deste clube único no mundo”, escreveu o técnico, que chegou à equipa principal em janeiro de 2019 para substituir Rui Vitória de forma interina e acabou por ficar com o lugar, conquistando a Primeira Liga no final da época passada.

Bruno Lage despede-se dos adeptos do Benfica: “O mais difícil é afastarmo-nos de algo em que acreditamos. E esse momento chegou”