A Federação Portuguesa de Futebol e a Liga de Clubes anunciaram esta sexta-feira que “vão estudar em conjunto eventuais alterações regulamentares” para salvaguardar a modalidade, face à evolução da pandemia de Covid-19 em Portugal.

As várias decisões foram reveladas num comunicado em conjunto, depois da reunião que decorreu est sexta-feira entre os dois organismos, motivada pelo avanço da pandemia do novo coronavírus em Portugal, que vai enfrentar um novo estado de emergência, a vigorar entre 9 e 23 de novembro.

A FPF e a Liga Portugal vão estudar em conjunto eventuais alterações regulamentares que enquadrem, no melhor interesse dos clubes e sociedades desportivas, todas as situações de exceção suscitadas pela pandemia Covid-19″, indica um dos pontos da nota divulgada.

Além da eventual alteração regulamentar, as entidades vão criar dois comités, um jurídico e outro clínico, o primeiro para “avaliação e unificação das respostas que se coloquem durante toda a época desportiva”, e o segundo, destinado ao “acompanhamento das obrigações dos clubes e sociedades desportivas participantes nas competições, durante toda a época desportiva”.

Os dois organismos referem ainda que para “um melhor interesse da integridade das competições, os jogos que não se realizem por uma razão justificada com deliberação detalhada de autoridade de saúde competente, serão, no limite do que a calendarização permita, reagendados no mais curto espaço de tempo possível”.

FPF e Liga reforçam que, para a “implementação dos objetivos dos pontos anteriores”, irão “colocar todo o esforço das suas direções para uniformizar procedimentos e sensibilizar sociedades desportivas, clubes e autoridades”.