Três utentes da Casa de S. João de Deus, em Barcelos, distrito de Braga, infetados pelo novo coronavírus morreram em unidades de saúde para onde tinham sido entretanto transferidos, disse esta sexta-feira fonte da instituição.

Em resposta escrita enviada à Lusa, a instituição acrescenta que, no total, foram registados 81 infetados, entre 66 utentes e 15 colaboradores. Sublinha que, na maioria dos casos, os infetados estão assintomáticos. “Nos casos concretos de infeção, as pessoas em causa estão em isolamento de acordo com as indicações das entidades competentes/autoridade de saúde”, diz ainda. Aquela Casa de Saúde pertence ao Instituto S. João de Deus (ISJD), uma IPSS que presta cuidados em regime de internamento a cerca de 2.000 pessoas nos âmbitos da psiquiatria e saúde mental, cuidados continuados e cuidados paliativos.

O comunicado sublinha que todos os estabelecimentos do ISJD têm implementados planos de contingência, que incluem zonas de isolamento “claramente definidas”. Acrescenta que os profissionais de saúde estão formados e informados sobre as precauções a tomar e os procedimentos a implementar. A Casa de Saúde de S. João de Deus tem 160 colaboradores e 300 utentes internados.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 48,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 2.792 pessoas dos 166.900 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.