Um surto de covid-19 num lar em Alcains, concelho de Castelo Branco, infetou 12 funcionários e 41 utentes, disse à agência Lusa o presidente da câmara. Segundo José Augusto Alves, o surto foi detetado no Lar Major Rato, uma instituição particular de solidariedade social.

“Estão 106 utentes em lar. Os funcionários em contacto com estes utentes, ajudantes de ação direta e trabalhadores de serviços gerais são 40. Neste momento, 12 funcionários estão infetados”, afirmou o autarca, adiantando que o surto infetou também 41 utentes. José Augusto Alves informou que foram testes feitos na quinta-feira que identificaram esta situação.

“Na madrugada de quinta para sexta-feira tivemos conhecimento de que havia casos positivos na instituição e convoquei de imediato a Comissão Municipal de Proteção Civil. Ainda antes de a comissão reunir, e em contacto com a Autoridade de Saúde Pública, um técnico de Saúde Pública foi destacado para o interior do lar logo de manhã”, referiu.

A reunião da comissão visou “a articulação dos meios para que o lar pudesse ter apoio em caso de necessidade”, declarou, esclarecendo que “agora é o trabalho da própria instituição, que tem seis enfermeiros e dois médicos, no sentido de adequar as instalações à situação”.

O lar tem três alas, o que permite separar as pessoas que estão infetadas das que não estão”, garantiu, referindo que, da situação que se conhece agora, “os utentes estão assintomáticos”.

De acordo com José Augusto Alves, “o lar dispõe, presentemente, dos recursos humanos necessários para apoiar os utentes, não tendo sido necessário, para já, recorrer a meios externos”. O presidente da Câmara de Castelo Branco, concelho em risco elevado de contágio de covid-19, disse ainda que “todas as entidades estão a fazer todo o possível para ultrapassar rapidamente esta situação, com disponibilidade, empenho e dedicação”, pedindo “tranquilidade e serenidade às famílias”.

José Augusto Alves pede também à população para que continue a cumprir as regras da Direção-Geral da Saúde (DGS), como o uso da máscara, o distanciamento físico e a higienização das mãos.