A startup portuguesa 360imprimir (que internacionalmente adota o nome Bizay) fechou uma ronda de financiamento série C (a terceira em capital de risco) no valor de 31 milhões de euros. Objetivo: acelerar o crescimento deste marketplace de produtos customizados para PME e consolidar a posição nos 21 mercados em que opera, explica a empresa em comunicado.

A ronda de investimento foi coliderada pela portuguesa Indico Capital Partners e pelo Banco Europeu de Investimento (BEI), com apoio da Iberis Capital e dos investidores atuais incluindo LeadX Capital Partners, Omnes Capital e Pathena. Esta injeção de capital servirá para a plataforma atingir os 100 mil produtos na plataforma.

“A crise sanitária atual acelerou a mudança para a compra online de produtos customizados a preços reduzidos. A nossa plataforma será um facilitador determinante para que os negócios possam recuperar mais rapidamente. Estamos totalmente confiantes no alcance das metas que nos permitam entrar num novo nível de ambição global”, afirma Sérgio Vieira, CEO da 360imprimir.

A 360imprimir/Bizay pretende tornar-se na Amazon que dá resposta às necessidades das PME por produtos customizados, tais como merchandising, packaging e consumíveis, atrigos essenciais, decorações e uniformes, com qualidade profissional por uma fração de custo. A startup vende atualmente para mais de um milhão de empresas na Europa e América.

Stephan Morais, diretor-geral da Indico Capital Partners, salienta que “a 360imprimir/Bizay está a entrar numa nova fase de crescimento e esta ronda vai consolidar a sua presença na Europa e permitir que aproveite a oportunidade que surgiu com a mudança de mentalidades para a compra online de produtos personalizados para PME”.

Com esta ronda de investimento, a startup portuguesa captou um total de mais de 54 milhões de euros. A empresa fechou anteriormente uma ronda de financiamento Série B no montante de 22,3 milhões de euros junto de vários investidores nacionais e internacionais.