A GNR de Montanha redobrou a vigilância e fiscalização junto à Barragem do Viriato, na Serra da Estrela, para evitar que as pessoas caminhem sobre o lago, que gelou devido às baixas temperaturas, disse quinta-feira o comandante daquela unidade.

Nos últimos dias temos vindo a detetar várias pessoas a andarem sobre as placas de gelo, situação que é proibida e altamente perigosa, pelo que, tivemos de redobrar a vigilância”, afirmou à agência Lusa o sargento-chefe Carlos Fernandes, comandante do Posto de Busca e Resgate em Montanha da Serra da Estrela (PBRMSE).

O responsável adiantou que a situação se tem repetido ao longo dos últimos dias e que, só na quarta-feira, foram sinalizadas cerca de 50 pessoas a caminharem sobre a barragem.

Lembrando que o espaço está sinalizado e vedado, Carlos Fernandes alerta para os perigos que tal ação comporta e reitera o apelo para que todos sigam as regras básicas de segurança e não se coloquem em risco.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Se uma placa de gelo partir, será uma situação muito complicada, desde logo porque estamos a falar de águas gélidas e de um choque térmico muito elevado”, alerta.

Para já, a GNR tem adotado uma atitude de pedagogia e aconselhamento, mas se os casos se continuarem a repetir terão de ser adotadas outras medidas, até porque está em causa a segurança das pessoas, bem como das autoridades e de toda a estrutura de proteção civil que tenha de dar resposta a um eventual acidente, especificou. Carlos Fernandes lembra ainda que, apesar da sua beleza, a montanha também esconde perigos e apela aos visitantes para que redobrem os cuidados na sua ação, mantendo-se sempre contactáveis, usando roupa quente e seguindo todas as indicações das autoridades. Entre os conselhos, está o pedido de que tenham sempre consigo alguns mantimentos de primeira necessidade e que não se afastem muito ou que andem em direções diversas.