Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O novo teste realizado a Jorge Jesus na tarde desta terça-feira voltou a dar negativo para o único elemento de toda a equipa técnica que não foi infetado com Covid-19 no surto que assolou o Benfica desde o final da semana passada. No entanto, e na antecâmara do encontro com o Sp. Braga para a meia-final da Taça da Liga, o plantel registou mais dois casos positivos e ambos entre defesas: Otamendi e Nuno Tavares testaram positivo e estão fora do jogo desta noite em Leiria, que decide uma vaga no jogo decisivo de sábado com o Sporting.

“O Sport Lisboa e Benfica informa que foram detetados dois casos positivos nos mais recentes testes de diagnóstico Covid-19 realizados aos jogadores do futebol profissional. O defesa-central Otamendi e o defesa-esquerdo Nuno Tavares testaram positivo ao novo coronavírus nesta quarta-feira”, anunciou o clube numa nota oficial.

Desta forma, Jorge Jesus tem o setor defensivo ainda mais fustigado pelo surto de Covid-19 que assolou o plantel, podendo apenas contar com quatro defesas para o duelo com os minhotos: o lateral direito João Ferreira e os centrais Jardel, Ferro e Todibo. De fora estão Gilberto, Diogo Gonçalves, Otamendi, Vertonghen, Grimaldo e Nuno Tavares, além do avançado Waldschmidt. Everton, em isolamento após ter estado com um contacto de risco, e André Almeida, a recuperar de lesão grave no joelho, são as outras ausências nos encarnados.

Além dos sete jogadores ausentes por infeção, há ainda mais 15 elementos do clube em isolamento depois de terem testado positivo: João de Deus, Pietra, Mário Monteiro, Márcio Sampaio, Fernando Ferreira, Tiago Oliveira, Gil Henriques, Paulo Lopes, Evandro Mota, Rodrigo Araújo (equipa técnica), Telmo Firmino, Paulo Rebelo, Carlos Caetano (fisioterapeutas e nutricionista), Luisão (diretor técnico) e Luís Filipe Vieira (presidente).

De acrescentar que, além dos já conhecidos Svilar, Taarabt, Weigl, Darwin Núñez, Pizzi, Jardel, João Ferreira, Seferovic, Gonçalo Ramos, Gabriel e Cervi, que tinham estado infetados e recuperaram, também Pedrinho, que teve testes inconclusivos em agosto, esteve também positivo, foi isolado e regressou depois à competição.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR