Lee x H&M, uma colaboração a pensar no futuro

A cadeia sueca prepara-se para lançar o seu primeiro par de calças de ganga totalmente composto por algodão reciclado. A proeza nasce da parceria com a norte-americana Lee e os jeans são apenas uma ponta da coleção para mulher, homem e criança que chega à loja online já no próximo dia 28 de janeiro. Pela primeira vez a H&M compromete-se a partilhar todos os dados relativos ao impacto da produção destas peças — das matérias-primas usadas à água utilizada, passando pelas emissões de CO2 e pela energia consumida. Os preços vão variar entre os 9,99 e os 49,99 euros.

© Divulgação

The Porefessional Super Setter, o novo fixador da Benefit

The Porefessional, um dos maiores sucessos de vendas da marca norte-americana, transformou-se num potente fixador de maquilhagem, o que numa era marcada por máscaras faciais, talvez dê algum jeito. Agora na versão Supper Setter, conserva a sua ação minimizadora dos poros, além de manter tudo no sítio, através de uma fórmula que resiste à água e ao suor, sem criar manchas e sem vestígios de álcool. Custa 35,90 euros (16,90 euros o formato mini) e está à venda na Sephora.

© Divulgação

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

JNcQUOI & Viúva Lamego, uma história pintada à mão

As duas marcas já estavam unidas — os painéis de azulejos que decoram a versão asiática do restaurante da Avenida vieram diretamente dos ateliers da Viúva Lamego e foram pintados à mão. A mesma habilidade manual foi agora posta ao serviço de uma coleção de faiança, decorada com 12 desenhos originais, evocativos do próprio JNcQUOI Asia. A gama está a ser lançada a conta-gotas e, depois das primeiras peças (uma taça e um prato de bolo), as duas marcas esperam, ainda em janeiro, acrescentar novidades à coleção. O preço destas peças é 250 e 185 euros, respetivamente. Atualmente, com os restaurantes encerrados, tal como a loja da Viúva Lamego, as peças estão disponíveis na plataforma JNcQUOI at Home.

© Divulgação

Maison Margiela x Reebok: um encontro de clássicos

Pertencem a universos diferentes, mas são ambos inconfundíveis — o Tabi criado por Martin Margiela em 1988 e o Classic Leather lançado cinco anos antes pela Reebok cruzam-se num único modelo, naquele que é o selar da colaboração entre as duas marcas, que começou no início de 2020. Além da icónica biqueira cedida pela maison, o novo modelo incorpora ainda a técnica Bianchetto, igualmente característica da Margiela — um forro branco pintado à mão sobre uma base de couro preto que se esbate com o uso. O lançamento está marcado para o dia 30 de janeiro. Em Portugal, o modelo pode ser comprado na loja online da Reebok. Custa 350 euros.

© Divulgação

Açaí com Granola, agora para treinar

Depois dos biquínis e das malhas, esta marca portuguesa decidiu explorar uma nova secção do guarda-roupa, o vestuário para exercício físico. “Timeless”, a coleção lançada este mês pela Açaí com Granola, inclui peças — duas calças de licra com comprimentos diferentes, um top no mesmo material e duas camisolas em algodão, uma delas com capuz. Ao incentivo à prática desportiva, seja em casa ou ao ar livre, a marca portuense juntou um pouco de arte, através das ilustrações de Bastian. Os preços variam entre 39 e 49 euros.

© André Brito

Bottega Veneta: a mala Cassette e o adeus ao Instagram

O ano ainda agora começou e já muito de discorreu sobre a Bottega Veneta e a sua retirada das redes sociais. De repente, o luxo voltou a ser algo de inalcançável, a partir do momento em que a marca italiana apagou os seus perfis em todas as redes sociais. A jogada parece querer reforçar a aura de exclusividade em torno das criações do britânico Daniel Lee, que, desde que assumiu a direção criativa da marca, no verão de 2018, a catapultou para um nível recorde de popularidade. Já depois de sair do radar dos cerca de 2,5 milhões de seguidores que tinha só no Instagram, a marca lançou a coleção “Wardrobe 01”, além de duas novas peças postas à venda em exclusivo na plataforma Mytheresa: a mala “Chain Cassette”, em camurça e na cor bege, e as Stretch Sandals com acabamento pitão. Custam 2.950 e 690 euros, respetivamente.

© Divulgação

“Vimos e Gostámos” é uma rubrica que pretende mostrar os novos lançamentos que vale a pena conhecer.