817kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Um banco icónico, um par de Mary Jane e praia à vista: 8 novidades que vimos e gostámos

Este artigo tem mais de 1 ano

Em modo "Blossom", com as Paez, ou com a "Alma Mater" que une Souto de Mouro à Epal. Pelo caminho, uma "Pet Collection" e as novidades da Type e da Zilian para a primavera-verão.

Do Stool 60, da Artek, originalmente desenhado por Alvar Aalto há 90 anos, ao calçado estival da Zilian, que aciona o modo "Wildflower"
i

Do Stool 60, da Artek, originalmente desenhado por Alvar Aalto há 90 anos, ao calçado estival da Zilian, que aciona o modo "Wildflower"

Do Stool 60, da Artek, originalmente desenhado por Alvar Aalto há 90 anos, ao calçado estival da Zilian, que aciona o modo "Wildflower"

Em modo “Blossom” com a Paez

Corria 2006 quando três amigos trouxeram a marca de Buenos Aires para Portugal, onde atualmente a Paez já está sediada. Com mais de 100 mil pares produzidos todos os anos, esta primavera-verão junta ao portfolio algumas novidades, a começar pelo recurso a materiais reciclados, certificados pelo The Global Recycling Standart, em pormenores como as solas e os forros. Quanto a modelos, às clássicas alpargatas (com sola de juta ou borracha) apresentam-se com novas cores e padrões. E se na coleção “Blossom” surgem ainda novas propostas de modelos que já tinham feito sucesso no passado como Sandals, as Mules, e os Mocs, a grande estreia vai para as Mary Janes (49,90 euros), para descobrir na flagship store Paez, no bairro de Campo de Ourique (R. Infantaria 16 77), ou online, claro.

A “Alma Mater” de Souto Moura e da Epal

Chama-se Alma Mater e presta homenagem à abundância da Mãe Natureza, ao ciclo da água, ao ciclo da vida. A nova garrafa da Epal é um incentivo ao consumo de água da torneira que ganha aqui um cunho de Pritzker, não fosse desenhada por Eduardo Souto Moura. “Foi feita por um homem, não por um computador. Foi feita por e para as pessoas”, define o premiado arquiteto sobre esta criação que se apresenta numa caixa de cartão branca, igualmente assinada pelo autor, invocando a transparência e cristalinidade da água. A peça em questão, a segunda da coleção da EPAL de garrafas de autor, depois do modelo Lisbon Soul, desenhada por Álvaro Siza Vieira (2017), foi produzida pelo Depósito da Marinha Grande. Com um preço de 70 euros, encontra-se à venda no Museu da Água da EPAL, na Rua do Alviela, 12; na Mãe d’Água das Amoreiras, na Praça das Amoreiras, 10; no Aqueduto das Águas Livres, na Calçada da Quintinha, 6; e ainda nas Lojas EPAL – Edifício Sede e Loja do Cidadão (Laranjeiras), em Lisboa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A “The Normal Shirt” da ISTO.

Normal, sim, mas nada banal, não fosse a intemporalidade uma chave mestra da portuguesa ISTO. Disponível em três cores, Charcoal, Forest Green e Navy, a Oxford Garment Dyed (aka “The Normal Shirt”) é o lançamento mais recente da marca, naquela que é uma abordagem diferente à já famosa camisa Oxford. Feita a partir de algodão 100% biológico, revela-se mais leve do que a camisa que a antecede (110 euros), ora casual, ora com um toque vintage, ou como a a casa lhe chama “demasiado simples para ser complexa e demasiado complexa para ser simples.”

Os 90 anos do Stool 60

Três pernas bastam para se aguentar com firmeza ao longo de 90 anos, o aniversário cumprido em 2023 por uma peça de mobiliário tão elementar como icónica. O Stool 60, da Artek, foi originalmente desenhado por Alvar Aalto, e chega a esta década em edições comemorativas e especiais: Stool 60 Kontrasti e Stool 60 Loimu), cada qual a assinalar as principais qualidades do banco, dos valores de produção responsáveis à beleza da madeira finlandesa. O Stool 60 Kontrasti encontra-se disponível em exclusivo n’ A Linha da Vizinha (Av. Conselheiro Fernando de Sousa 27 A, Lisboa). As restantes edições serão lançadas no próximo outono.

O verão lo fi da La Paz

Recuar três décadas, para um pouco de nostalgia, ou viver de fresco um tempo que se volta a impor no mood estival. A La Paz inspira-se nas férias de verão do começo dos anos 80, nas fotos 35 mm, na magia do VHS, para uma temporada em regime lo fi embalada pelos instantâneos que o fotógrafo australiano Ryan Brabazon fez numa pequena localidade piscatória perto do Porto. Destacam-se os tecidos leves e delicados, a variedade de texturas, para uma atmosfera vintage com um fit contemporâneo. Como habitual, reciclagem e upcycling dominam a prática numa casa “100% Made in Portugal”.

A nova “Innovation Story” da H&M

É um novo capítulo na Innovation Stories da H&M, uma série encetada em 2021 que segue métodos de produção, técnicas e materiais mais sustentáveis. A nova coleção Innovation Re-Enchantment Design Story bebe da inspiração dos anos 60, entre minivestidos e coordenados trabalhados à mão, lantejoulas feitas a partir de garrafas de plástico PET, strass e contas de conteúdo 100% reciclado. O verde-água e o amarelo-limão juntam-se ainda ao lilás numa paleta para descobrir nas lojas ou online.

“All Eyes On You” e nas novidades da Type

Um lugar idílico só o é se as inseguranças ficarem pelo caminho. Na ilha paradisíaca recriada pela Type, os olhos dos outros podem demorar-se o tempo que quiserem nos corpos alheios — o amor próprio reina nesta coleção de banho que vai do S ao XL ( e também a nova campanha vive de modelos que representam todos os tamanhos e corpos). “All Eyes On You” dá vida renovada a alguns dos modelos icónicos da marca, como o Marmols, Greta, Izzet e Nani. A estas novas cores, padrões e texturas juntam-se novidades em modelos de biquínis como o Bali, Maui e Ibiza. Os fatos de banho também se juntam a este recanto tropical onde predominam os tons verde, amarelo, bordeaux, cor-de-rosa e cor-de-laranja. Para os fãs de logótipos, eis a estreia do padrão Type em amarelo, sob fundo branco. A lista de acessórios não fica completa sem toalhas de praia, acessórios com missangas e búzios, saídas de praia, vestidos compridos, curtos e páreos. Nota ainda para as camisolas cropped tricot feitas à mão, e os patches, pequenos acessórios bordados com vários temas (frutas, flores, árvores, símbolos, letras) para pendurar nos biquínis e personalizar a gosto. Com peças dos 96€ aos 109€, a coleção está no site da marca www.type.pt, na loja física de Lisboa na Rua Rodrigo da Fonseca, nº 204ª e no El Corte Inglês de Lisboa e do Porto.

A “Pet Collection” da Parfois

Coleções cápsula, produtos personalizáveis e outras opções que tornam a experiência mais única. Na Parfois, a fórmula estende-se também aos animais de estimação, com uma Pet Collection que vai além dos acessórios para fazer frente à estação do frio e da chuva. Cor, riscas, e pura vaidade canina, dominam os casacos, bonés, coleiras, trelas, camas e transportadoras que podem ter ainda inscritas o nome do seu companheiro de quatro patas.

“Wildflower” da Zillian

Com a primavera, a Zilian aciona o modo Wildflower e é de forma tão natural quanto serena que explora uma paleta de cores suaves (sem faltar o brilho). A ráfia, a pele, a camurça e a técnica de croché são os materiais presentes na nova linha, com todos os modelos a serem produzidos em diferentes cores, como é habitual. Destaque para o regresso de um modelo vencedor (basta pedalar até à imagem mais próxima para ver qual é), para as sandálias e sapatos com diferentes tamanhos de salto. A coleção está disponível online, em zilian.com e nas nossas lojas físicas em Lisboa, na Avenida António Augusto de Aguiar, 29D e na Rua Garrett, 112 a 118, de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h

“Vimos e Gostámos” é uma rubrica que pretende mostrar os novos lançamentos que vale a pena conhecer.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos