Em que estado fica um carro após percorrer 100.000 quilómetros? Esta é uma questão tão ou mais curiosa quando se sabe que o parque automóvel português é dos mais envelhecidos. Segundo os últimos dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), o nosso país tinha, em 2019, mais de um milhão de veículos com mais de 20 anos, estando a idade média dos carros a circular em Portugal na casa dos 12,7 anos. Um outro estudo, do Automóvel Club de Portugal, dá conta que cada condutor português percorre, em média, 9000 km por ano, atingindo por isso os 100 mil quilómetros ao fim de 11 anos. Em que condições estará depois dessa rodagem? A mesma dúvida assaltou a Seat, que tratou de desmontar um Ateca peça por peça, para determinar a resistência do seu SUV.

Segundo o engenheiro de Desenvolvimento do Centro Técnico da Seat José Luis Duran, “após 100.000 km, o veículo deve responder da mesma forma que no início”. O desafio estava lançado, pelo que o modelo que marcou a entrada da marca espanhola no segmento dos SUV foi submetido a “todos os tipos de terreno” durante os tais 100.000 km.

Ao volante do novo Ateca: mais moderno e conectado

Posteriormente, o Ateca foi “desmembrado” para ser alvo de um exame minucioso. Ora, tratando-se de um SUV com 4,4 m de comprimento, 1,8 m de largura, 1,6 m de altura e um peso de 1350 kg, o resultado seria tão mais surpreendente quanto mais apurada fosse a análise dos técnicos. E foi: a operação de desmontagem resultou em nada menos que 4000 peças soltas, cada uma com uma especificação própria, para responder dentro dos parâmetros esperados a diferentes perfis de utilização e a variações de temperatura (tolerância ao frio e ao calor), resistência à dilatação e à contracção, entre outros.

Segundo a marca, entre a decomposição do Ateca e a análise individual dos 4000 componentes, a operação consumiu “dia e meio”. Mas a prova foi superada.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recorde-se que o “Tiguan” da marca de Martorell foi lançado em 2016 e, recentemente, foi alvo de uma renovação com ligeiras alterações estéticas no interior e exterior, mas também com um reforço do equipamento e uma actualização a nível de motorizações. Entre nós, está disponível com preços a partir de 30.209€.