Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Pelo menos nove mortos e múltiplos feridos num tiroteio esta quarta-feira em San José, na Califórnia (Estados Unidos), disse o porta-voz do xerife do condado de Santa Clara, Russell Davis, numa das conferências de imprensa no local. Um dos mortos é o próprio atirador.

Tanto o atirador como as vítimas (pelo menos, a maioria) eram funcionários na central de transportes. O tiroteio teve lugar no edifício da Autoridade de Transporte do Vale de Santa Clara (VTA) onde é feita a manutenção das carruagens de metro ligeiro que servem a cidade, onde ficam guardados os comboios da VTA e é também um local que serve de interface para vários transportes, disse Russell Davis, aos jornalistas.

A polícia de San José foi chamada ao local por volta das 6h30 (hora local, 14h30 em Lisboa), conforme informação disponibilizada no Twitter. A polícia de San José pediu que pessoas se mantivessem afastadas do local.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As autoridades foram alertadas para a presença de explosivos dentro do edifício e há robôs a verificarem o espaço sala a sala. No local estão Agentes do FBI e do Departamento Federal de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos.

O porta-voz do xerife do condado de Santa Clara, cujo gabinete fica próximo do edifício da VTA em questão, confirmou que o atirador estava morto e que a segurança das pessoas não estava em risco. Segundo o The Washington Post, Sean Webby, porta-voz do gabinete do procurador do condado de Santa Clara, disse que se acredita que o atirador se tenha suicidado.

O mayor de San José, Sam Liccardo, disse no Twitter que o tiroteio aconteceu num edifício da VTA — que entretanto foi evacuado —, que havia pessoas a serem tratadas e que o atirador já não representava um problema. Noutra publicação, o mayor lamenta as mortes e apresenta condolências às famílias das vítimas.

Um jornalista na NBC Bay Area divulgou as primeiras imagens no Twitter.