314kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Sydney sem capacidade para analisar tantos testes de diagnóstico. Região continua em confinamento

A Austrália tenta travar a disseminação da variante Delta sobretudo no estado onde se localiza Sydney e que tem sido o principal foco desta nova vaga. A taxa de vacinação no país ainda é muito baixa.

Sydney e o estado de Nova Gales do Sul têm apostado na testagem da população
i

Sydney e o estado de Nova Gales do Sul têm apostado na testagem da população

James D. Morgan/Getty Images

Sydney e o estado de Nova Gales do Sul têm apostado na testagem da população

James D. Morgan/Getty Images

O número de novas infeções em Nova Gales do Sul (Austrália) continua a crescer, apesar de a região de Sydney estar em confinamento há cerca de um mês, noticiou o jornal The Guardian.

As medidas neste estado vão continuar até setembro, enquanto o país tenta acelerar a vacinação — está em 36.º lugar entre os 38 da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE). Até ao momento, quase 14% da população foi totalmente vacina e 17,5% recebeu a primeira dose.

Os laboratórios de Sydney não estão a conseguir dar resposta à quantidade de testes de diagnóstico para processar e milhares de amostras foram enviadas para outros estados para análise.

Nos vários estados as autoridades tentam controlar os surtos. Em Sydney, um bloco de 50 apartamentos foi colocado em cerca sanitária depois de serem detetados seis casos entre os residentes. As infeções estarão relacionadas com um funeral ao qual assistiram 50 pessoas, das quais pelo menos 28 estão infetadas.

Esta quarta-feira, a Austrália registou 206 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 e uma morte com Covid-19. Desde o início da pandemia regsitaram-se mais de 33 mil casos e cerca de 920 mortes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A página está a demorar muito tempo.