Kit Harington, mais conhecido pela personagem Jon Snow em “Guerra dos Tronos”, revelou que teve pensamentos suicidas numa altura marcada pela depressão. Em entrevista ao britânico The Sunday Times, o ator de 34 anos falou abertamente sobre os períodos difíceis que enfrentou recentemente, depois de, em 2019, ter dado entrada numa clínica para tratamento de “substâncias” e “comportamentos” — à data, os representantes do ator asseguraram ao TMZ que Harington estava “num retiro de bem-estar”. O ator está sóbrio há dois anos e meio.

Questionado sobre se sentiu suicida nessa fase difícil, o ator respondeu: “A resposta é sim. Sim, claro. Passei por períodos de verdadeira depressão em que queria fazer todo o tipo de coisas”. Harington opta por esclarecer que partilha a experiência numa tentativa de “talvez ajudar alguém, em algum lugar”, muito embora não queira ser visto como um “mártir” ou como alguém “especial”. “Eu já passei por algo, são coisas minhas. Se isto ajudar alguém, então é bom. ”

Ator que dá vida a John Snow em Guerra dos Tronos teve de fazer terapia depois da personagem “morrer”

O ator procurou tratamento depois de ter feito “algumas coisas horríveis” na fase em que a série “Guerra dos Tronos” estava perto do fim. “Coisas que aconteceram comigo desde o fim da [Guerra dos] Tronos (…) foram de natureza bastante traumática e incluíram álcool”, admitiu. O período em questão foi particularmente difícil, com o ator a sentir que tinha atingido o fundo do poço. “Chegamos a um ponto [da vida] em que achamos que somos más pessoas, sentimos que somos pessoas vergonhosas. E sentimos que não há saída. (…) E ficar sóbrio é o processo de dizer: ‘Não, eu posso mudar’.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Atualmente casado com a atriz Rose Leslie, com quem contracenou na famosa série da HBO, o ator foi pai em janeiro deste ano. Em entrevista, admite também que os vícios tiveram impacto nas relações pessoais, embora Harington tenha sempre optado pelo secretismo em torno do que realmente se estava a passar, pelo que as adições foram uma “surpresa” para as pessoas à sua volta.