O Sporting perdeu este sábado os primeiros pontos do campeonato depois de empatar no terreno do Famalicão, que ainda não tinha qualquer ponto conquistado, por 1-1. Rúben Amorim, técnico dos leões, assumiu o que viu: “o jogo nunca esteve controlado”.

“Mesmo quando o Famalicão baixou as linhas, não tivemos precisão nos passes e o problema foi com a bola, a equipa parecia muito longa.. Eles foram inteligentes com essa estratégia e nós metíamos a bola onde eles queriam”, começou por dizer na flash interview à Sport TV. “Falámos ao intervalo e melhorámos, mas não tivemos a fluidez habitual. O Famalicão tinha muito espaço entre linhas e criou-nos problemas”, acrescentou.

O Sporting, depois de um susto logo no arranque da segunda parte, acabou por assumir mais a bola, mas Amorim diz que a equipa não melhorou o suficiente: “Os jogadores percebem e nós temos outra visão cá fora. Melhorámos mas não conseguimos impor aquela que costuma ser a nossa fluidez. Eles criaram muitos problemas na transição. Eles colocaram problemas à nossa defesa”, acrescentou, dizendo ainda que o resultado “não muda nada” na maneira de trabalhar. “As equipas são difíceis e os treinadores inteligentes”, frisou.

Sobre o mercado, Amorim disse estar “mais a pensar no jogo e na forma como o Sporting tem de jogar”. “O que tiver de acontecer vai acontecer”, frisou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já Ivo Vieira, técnico dos famalicenses, disse que a equipa foi “competente”, acrescentou que esta sai com o “sentimento de que podia ter feito mais”.  “Todos nós queremos ganhar. Defrontámos um adversário muito forte e houve oportunidades de ambas as partes. Quisemos ganhar o jogo  O que fica registado é o primeiro ponto conquistado, que pode ser o início da nossa caminhada”, afirmou, deixando ainda aos adeptos um agradecimento pelo “apoio” e pelo “puxar pela equipa”.

“Tivemos duas estreias. Obviamente que acredito muito nos que cá estão, mas temos a nítida noção que precisávamos de acrescentar mais qualidade. Só vamos ter sucesso no futuro se jogarmos assim contra outros adversários. Infelizmente, hoje não conseguimos os três pontos”, frisou, dizendo ainda que não se quer “lamentar sobre as dificuldades”.

“Ficou aqui um sinal daquilo que queremos para o futuro e estou satisfeito com toda a equipa, que fez um trabalho de grupo. Só fazendo um grande jogo como o que fizemos aqui hoje é que poderíamos somar pontos. Todos os jogadores são fundamentais para o nosso processo”, concluiu.