Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

The Carlyle

Assouline, 120 euros

Mais do que um hotel, o Carlyle é um marco na cidade (e no espírito) de Nova Iorque. Fica situado na famosa zona do Upper East Side e goza de uma mistura de carisma antigo com luxo moderno que o torna um sítio muito especial. É a escolha para pernoitar em Nova Iorque de inúmeras celebridades, de Hollywood à realeza internacional, como George Clooney, a família real britânica e de alguns convidados da Met Gala para se prepararem para a festa. O hotel abriu em 1930 e o livro The Carlyle é também uma celebração dos seus 90 anos onde se conta a história deste ícone ao longo das décadas. Acabado de sair no passado mês de setembro, esta edição tem mais de 200 páginas onde se encontram entrevistas com conhecidos clientes, ilustrações e fotografias de arquivos antigos e festas recentes, algumas nunca antes vistas. Da autoria do jornalista James Reginato, este livro não é uma estadia no Carlyle, mas sim uma janela para o ambiente de sofisticação que por lá se vive.

The Carlyle, Assouline.

Interior do livro The Carlyle, Assouline. A sala de estar da Suite Presidencial, com vista sobre Central Park. © Humberto Cantu

Epic train journeys

Gestalten, 39,90 euros

O comboio nunca deixou de ser um meio de transporte popular, seja porque há quem o utilize todos os dias para se deslocar para o trabalho ou porque se tornou um modo luxuoso de fazer viagens de longo curso. Neste livro Epic train journeys (The inside track to the world’s greatest rail routes) estão reunidas 50 rotas lendárias inspiradas nas viagens da autora, que sabe muito sobre o tema. Monisha Rajesh é uma jornalista com obra publicada em títulos como as revistas Time e Vanity Fair e em jornais como The New York Times e o The Guardian. Teve uma coluna sobre viagens de comboio no jornal The Sunday Telegraph e já publicou mais dois livros sobre viagens de comboio (Around India in 80 Trains e Around the World in 80 Trains). Os comboios vão até onde os carris permitem e de uma forma bem mais sustentável do que o avião e este livro é um verdadeiro guia de viagens de comboio, para todos os orçamentos, e o Comboio do Douro, em Portugal, é uma delas.

Epic train journeys. The inside track to the world’s greatest rail routes, Gestalten.

Interior do livro Epic train journeys. The inside track to the world’s greatest rail routes, Gestalten.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Elizabeth II: A Queen for our time

Rizzoli, 39 euros

Isabel II é simplesmente “a rainha”, uma figura incontornável da História e um ícone do nosso tempo. O livro Elizabeth II: A Queen for our time convida-nos para uma viagem visual pelos últimos 20 anos do seu reinado, a caminho do Jubileu de Platina (70 anos de reinado) que se celebra em 2022. Chris Jackson é fotógrafo real da Getty Images e tem um acesso privilegiado à família real, já viajou com diferentes membros por cerca de 100 países e acompanhou inúmeros eventos oficiais, sempre de máquinas em punho. Com este livro traz-nos uma seleção de imagens suas, acompanhadas por um texto que reflete a sua experiência pessoal e o olhar de quem está nos bastidores. Jackson também é autor do livro Modern Monarchy: The British Royal Family Today, também este um retrato visual da família real britânica através de imagens suas.

Elizabeth II: A Queen for our time, Rizzoli.

Queen Elizabeth II Visits The East Midlands

Uma das fotografias de Chris Jackson que integram o livro Elizabeth II: A Queen for our time, Rizzoli.

Frank Gehry: The Masterpieces

Flammarion, 74 euros

É quase impossível olhar para um edifício de Frank Gehry e não nos questionarmos como ele terá feito aquilo? Alguns dos edifícios públicos da sua autoria mais famosos são o Museu Guggenheim de Bilbao, o Vitra Design Museum, o Disney Music Hall, a Fundação Louis Vuitton, a Torre Beekman em Nova Iorque ou a Fundação Luma (em Arles, e que está na capa do livro), e todos partilham a característica de serem um edifício estático com a ilusão do movimento. Neste livro, Frank Gehry: The Masterpieces, Jean-Louis Cohen em parceria com o jornal francês de arte, Cahiers d’Art, passa em revista 40 obras do arquiteto, de diferentes épocas e em variadas localizações, analisadas do exterior e do interior. O autor é uma autoridade na história da arquitetura do século XX, já publicou mais de 40 livros, foi curador de exposições de arquitetura e é professor na Universidade de Nova Iorque. Esta edição vai ser lançada em novembro e é um compêndio das obras primas do vencedor do prémio Pritzker em 1989.

Frank Gehry: The Masterpieces, Flammarion.

O Museu Aeroespacial da Califórnia, em Los Angeles, é uma das obras mencionadas no livro Frank Gehry: The Masterpieces, Flammarion.

Slim Aarons: Style

Abrams Books, 74 euros

O próprio Slim Aarons afirmava que não fotografava moda. Contudo a forma como captou a alta sociedade, fez da obra do fotógrafo um registo da sociedade onde, não só a moda está incluída, como também traça o estilo de uma época. Aarons foi um dos mais influentes da sua geração e publicou as suas imagens em várias revistas de referência, como a Town & Country ou a Life.

Pérolas, champanhe e piscinas infinitas. 30 imagens de sonho para um verão vintage com Slim Aarons

Este livro Slim Aarons: Style convida a uma viagem pela moda do século XX através de imagens da sociedade, e conta com fotografia de moda a preto e branco antiga, retratos e personagens da elite da moda e musas do século XX, assim como os próprios designers de moda e há imagens nunca antes vistas e legendas escritas por historiadores de moda. O autor Shawn Waldron é o responsável pelo arquivo Aarons Slims e curador na Getty Images. E a autora Kate Betts foi repórter e depois editora na Vogue, Harper’s Bazaar e Time e foi editora chefe da Harper’s Bazaar. O designer Jonathan Adler assina o prefácio.

Slim Aarons: Style, Abrams Books.

Interior do livro Slim Aarons: Style, Abrams Books.

The Mens’s Fashion Book

Phaidon, 69,95 euros

A Phaidon diz que este livro é o guia de moda masculina mais abrangente jamais publicado. Vejamos os números: em mais de 500 páginas estão organizados por ordem alfabética mais de 500 nomes da moda masculina, mais especificamente: 130 designers, 100 marcas, 40 fotógrafos, 70 ícones, 40 designers de calçado e acessórios, 30 vendedores, 15 modelos, 20 alfaiates e 25 stylists, editores e escritores, 15 publicações, 10 ilustradores e ainda designers de chapéus, diretores de arte, designers têxteis  e, como não podia deixar de ser nos dias de hoje, influencers. Este The Mens’s Fashion Book passa em revista mais de 200 anos de moda masculina de A a Z através de pessoas e marcas, misturando passado e futuro, fatos clássicos e streetwear.

The Mens’s Fashion Book, Phaidon.

Interior de The Mens’s Fashion Book, Phaidon.

“Novo em Folha” é uma rubrica que sugere edições recentes de coffee table books para folhear e decorar