Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Quando Jelena Djokovic, a mulher do famoso tenista Novak, se pronunciou sobre a polémica do marido, que tem captado a atenção de todo o mundo, optou por falar em amor: “A única lei que deve ser respeitada em todas as fronteiras é o amor”, escreveu no Instagram. E atirou: “Pelo menos estamos saudáveis. Vamos crescer com esta experiência”.

Print Jelena

Novak Djokovic, que não foi vacinado contra a Covid-19, voltou a ver o seu visto, esta sexta-feira, cancelado na Austrália, estando em risco de ser deportado. Um dos melhores tenistas do mundo ficará assim impedido de participar no Open Australia.

Austrália volta a cancelar visto de Djokovic

Não é só o amor que faz com que Jelena apoie a decisãode Novak não se vacinar: no início da pandemia, disse que a Covid-19 estaria a ser causada pelo 5G, informa a Vanitatis. Não se ficou por aqui: no Facebook comentava publicações reiterando que se opunha à vacina e que esta não devia ser obrigatória.

Novak e Jelena Djokovic conheceram-se na escola e começaram a namorar em 2005. O início da relação foi complicado, assolado por problemas económicos. “Aviões eram, na altura, algo totalmente fora das nossas possibilidades”, disse Jelena à Hello Magazine.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quando acabou os estudos, começou a trabalhar numa empresa de petróleo, que lhe ocupava a maior parte do tempo, ao ponto de Novak chegar a dizer: “Querida, não podemos continuar assim”.

Dificuldades económicas para trás, em 2014, casaram-se no luxuoso resort Aman Sveti Stefan, em Montenegro. “Quando a vi pela primeira vez vestida de noiva… Parecia um anjo“, assegurou Novak noutra entrevista à Hello Magazine. Nessa altura, Jelena já estaria grávida do primeiro filho, Stefan, e em 2017 juntou-se  Tara à vida do casal.

A relação foi abalada quando Jelena teve de enfrentar rumores de traições, com jornais a fazer capas com as possíveis amantes de Novak. Entre elas, estaria a DJ sérvia Lady Lee e a atriz de Bollywood Deepika Padukone. Em 2017 Jelena não estava em Wimbledon a apoiar o marido, cujo desempenho não foi digno de um dos melhores do mundo, o que voltou a ser notícia: os problemas conjugais estariam a atrapalhar a sua performance.

Jelena Djokovic

Mais o pior chegou em 2021, com o caso da suposta extorsão sexual denunciada pela modelo Natalija Scekic, que disse à revista Svet Scandal que lhe ofereceram 60.000 euros para gravar-se a si própria a seduzir o tenista.

Ao contrário do que previam os títulos dos jornais, o casamento não desmoronou. “Eu entendo que é mais interessante para as pessoas lerem que Novak e Jelena estão a divorciar-se do que ler que estão apaixonados”, disse o atleta numa entrevista ao The Sun. “Mas isso não nos afeta”, rematou.

Jelena não se deixou viver à sombra do sucesso do marido. Tirou a licenciatura em administração de empresas e mestrado em gestão de marcas de luxo no Mónaco, fundou a sua própria empresa, a Jelena Ristic Consulting e lançou a revista Original. E, numa vertente mais pessoal, tem um blog, onde fala de natureza, família, sentido da vida, meditação, alimentação e medicinas alternativas.