O PS acredita que “há uma nova frente de combate contra o PS e este Governo”, numa altura em que o PSD enviou ao primeiro-ministro 12 perguntas sobre a resolução do Banif em 2016. O líder parlamentar socialista acusa o PSD de estar a aproveitar o momento para “recuperar algumas personalidades que se vêm juntando nas últimas semanas num combate ao Governo PS”. O conjunto de respostas do PSD vai ter resposta do primeiro-ministro, segundo apurou o Observador.

Numa conferência de imprensa no Parlamento, Eurico Brilhante Dias disse mesmo que na “nova frente de combate” estão a ser “usados todos os instrumentos”, incluindo a estratégia de “reescrever a história para salvar algumas personagens que, pelos seus atos e omissões, prejudicaram o país”, disse o socialista, referindo-se aos sociais-democratas.

O PSD não aceitou alinhar pela comissão de inquérito proposta pelo Chega, no entanto, enviou perguntas diretamente a António Costa sobre a resolução do Banif. Esta quarta-feira, também no Parlamento o líder parlamentar social-democrata veio exigir um “esclarecimento cabal” e o “mais rapidamente possível” por parte do primeiro-ministro.

PSD pressiona Costa e atira a Ventura. “Chega tem prática de lançar lama sobre a discussão”

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.