Dark Mode 195kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia
i

Trump já garantiu Flórida, Iowa, Ohio e Texas. Biden tem o Nebraska e o Arizona

Anadolu Agency via Getty Images

Trump já garantiu Flórida, Iowa, Ohio e Texas. Biden tem o Nebraska e o Arizona

Anadolu Agency via Getty Images

Combinações vencedoras. Há 18 caminhos que levam Biden até à Casa Branca. Trump já só tem 9 /premium

Com dois estados considerados decisivos para Biden e quatro para Trump, qualquer vitória ainda é possível. Biden tem 18 combinações diferentes para chegar à Casa Branca, Trump apenas 9.

    Índice

    Índice

Faltam 32 votos no colégio eleitoral para Joe Biden ser eleito Presidente dos Estados Unidos. A Donald Trump faltam 57 para se manter na Casa Branca. Ainda estamos longe de saber quem vence as presidenciais norte-americanas e todos os olhos se viram, como habitualmente, para os swing states, os estados que tornam a tarefa de apostar num vencedor especialmente difícil. Entre esses, Trump já garantiu Flórida, Iowa, Ohio e Texas. Biden tem o Nebraska e o Arizona.

O que falta saber? Sete estados que ainda não deixaram claro se irão vestir-se de azul ou de vermelho. No Maine, no Wisconsin e no Nevada, Biden tem vantagem. Já na Carolina do Norte, na Geórgia, na Pensilvânia e no Michigan o pêndulo oscila para Trump (embora Biden tenha passado à frente na contagem de votos). Assim, o candidato republicano tem à sua disposição 9 combinações diferentes para ficar na Casa Branca, já o candidato democrata tem o dobro: Biden tem 18 vias abertas para chegar a chefe de Estado.

As contas não são fáceis de fazer de cabeça, mas o gráfico interativo do Wall Street Journal (conteúdo para assinantes) torna mais fácil a tarefa de fazer simulações. Por enquanto, tudo não passa de resultados provisórios e são esses que apontavam, esta quarta-feira de manhã, para uma vantagem de Joe Biden sobre Donald Trump.

Cenário 1. E se a Geórgia for para Trump? 

Na Geórgia, o republicano está na dianteira. Donald Trump tem sete caminhos disponíveis para chegar à vitória, sete combinações diferentes que o ajudarão a manter-se na Casa Branca. Joe Biden tem oito. Neste cenário, o peso da vitória na Carolina do Norte e no Michigan ganham ainda maior importância para qualquer um dos candidatos. Se Trump quiser complicar a vida ao adversário, não lhe basta ganhar só mais um estado dos seis que faltam. Já Biden consegue encostar Trump à parede…

… se a Geórgia for para Trump e a Carolina do Norte para Biden. Neste caso, Donald Trump tem necessariamente de ganhar a Pensilvânia e o Michigan para não perder a Casa Branca. Se conseguir juntar os votos do Nevada ou do Wisconsin, Trump vence as eleições.

Com a Carolina do Norte ganha (é Trump quem tem vantagem), o democrata tem cinco vias para a vitória. Se lhe juntar os votos da Pensilvânia, Biden ganha as eleições.

Já se Biden juntar o Michigan à Carolina do Norte, basta-lhe juntar mais um estado (Maine, Nevada, Pensilvânia, ou Wisconsin) e ganha as eleições. Mesmo sem o Michigan, Biden continua a ter dois caminhos abertos para a vitória: ou o já referido casamento Carolina do Norte + Pensilvânia ou, se a Pensilvânia sair da equação, garantindo a vitória no Nevada, no Wisconsin e no Maine. Em qualquer um dos casos, Biden vence as eleições.

…se a Geórgia for para Trump e o Michigan para Biden, o republicano tem necessariamente de ganhar a Carolina do Norte e a Pensilvânia para não perder. Se lhe juntar o Nevada ou o Wisconsin, Trump vence as eleições.

…se a Geórgia for para Trump e a Pensilvânia para Biden, Trump tem necessariamente de ganhar a Carolina do Norte e o Michigan para não perder. Se lhe juntar o Nevada ou o Wisconsin, Trump vence as eleições.

Cenário 2. E se a Geórgia for para Biden?

É mais improvável, mas não impossível. Se for o democrata o vencedor na Geórgia, tem à sua frente seis vias para a vitória e metade delas passam por ganhar a Carolina do Norte. A vida de Donald Trump ficaria complicada, já que, para não perder, teria de ganhar obrigatoriamente Carolina do Norte, Pensilvânia, Michigan e Nevada (nos dois últimos Biden está na dianteira). Se o conseguir, fica com dois caminhos abertos para a vitória. Se ganhar ou o Nevada ou o Wisconsin (onde Biden tem vantagem), Trump vence as eleições.

se Trump ganhar Michigan, Carolina do Norte, Pensilvânia e Nevada, Biden tem obrigatoriamente de vencer dois estados onde já tem vantagem, o Nevada e o Wisconsin, para vencer as eleições.

Por outro lado…

…se a Geórgia for para Biden e o Michigan também, Biden vence as eleições

…se a Geórgia for para Biden e a Pensilvânia também, Biden vence as eleições

… se a Geórgia for para Biden e a Carolina do Norte também, Trump pode conseguir um empate se garantir os votos no Maine, Michigan, Nevada, Pensilvânia, Wisconsin.

Já Biden pode chegar à vitória através de cinco combinações diferentes: se, para além da Geórgia e Carolina do Norte, ganhar qualquer um dos restantes 5 estadosMaine, Michigan, Nevada, Pensilvânia, Wisconsin,  Pensilvânia — Biden vence as eleições.

Se Biden ganhar a Geórgia, Trump só tem dois caminhos possíveis para a vitória

Cenário 3. E se o Nevada for para Biden? 

No Nevada é Joe Biden quem está em vantagem nos resultados provisórios. Se a vitória se tornar definitiva, Biden tem 10 combinações vencedoras possíveis. Donald Trump tem metade.

Neste cenário, os estados que mais pesam na balança são Geórgia, Michigan, Pensilvânia, Wisconsin, Carolina do Norte. O Maine torna-se quase insignificante.

 …se Biden conseguir uma combinação de vitória em quaisquer dois destes estados, vence as eleições. Há uma exceção: se a soma for Wisconsin e Carolina do Norte, Biden terá de juntar-lhe mais um estado, com o Maine a voltar a ter protagonismo, e vence as eleições.

…se Trump ganhar na Geórgia e três outros estados (Michigan, Pensilvânia, Carolina do Norte ou Wisconsin), o republicano vence as eleições.

Sem a Geórgia, Trump tem de ganhar obrigatoriamente nos restantes quatro estados para vencer as eleições.

Cenário 4. E se o Nevada for para Trump?

É o cenário menos provável. Se o Nevada for para Trump, Joe Biden ainda tem 8 caminhos para seguir em direção à vitória, enquanto o republicano mantém os mesmos cinco. Maine e Wisconsin (onde Biden tem vantagem) perdem importância neste cenário, enquanto que Carolina do Norte, Geórgia, Pensilvânia e Michigan ganham — tudo estados onde Donald Trump está na dianteira, exceto no último onde já na manhã de quarta-feira foi ultrapassado por Biden.

…se conseguir os votos da Carolina do Norte, da Geórgia e da Pensilvânia, Trump ganha as eleições.

…se vencer a Carolina do Norte, a Geórgia, o Michigan e, pelo menos, um destes três estados — Maine,  Pensilvânia e Wisconsin —, Trump ganha as eleições.

…se Biden conseguir virar os votos na Carolina do Norte, na Geórgia, na Pensilvânia ou no Michigan, Trump fica obrigado a ganhar no Maine e Wisconsin para vencer as eleições.

…se a vitória de Biden for apenas na Pensilvânia (onde o republicano tem vantagem), Trump terá de acrescentar os votos do Maine ou do Wisconsin à soma dos votos de Carolina do Norte, Geórgia e Michigan e vence as eleições.

Se, para além do Nevada, conseguir os votos da Carolina do Norte, da Geórgia e da Pensilvânia, Trump ganha as eleições.

Cenário 5. E se a Carolina do Norte for para Trump?

Em 2016, Trump venceu a Carolina do Norte e mantém a vantagem no estado. O que acontece se os votos forem, de novo, ganhos pelo atual Presidente dos EUA?

…se a Geórgia for para Biden (onde tem vantagem), Trump tem de ganhar obrigatoriamente o Michigan e a Pensilvânia para não perder, dois estados que ganhou em 2016. Se lhes juntar Nevada ou Wisconsin, onde tem vantagem, Trump vence as eleições. Para ser Biden o vencedor, teria de ganhar os votos tanto do Nevada como do Wisconsin (onde está na dianteira).

…se Michigan for para Biden, Trump tem de ganhar obrigatoriamente a Geórgia e a Pensilvânia para não perder. Se lhe juntar Nevada ou Wisconsin, Trump vence as eleições. Para ser Biden o vencedor, teria de ganhar os votos tanto do Nevada como do Wisconsin.

…se a Pensilvânia for para Biden, Trump tem de ganhar obrigatoriamente a Geórgia e a Michigan para não perder. Se lhe acrescentar o Wisconsin, vence as eleições. Sem Wisconsin, mas com Nevada e Maine, Trump vence as eleições. Para ser Biden o vencedor, teria de ganhar os votos tanto do Nevada como do Wisconsin.

Cenário 6. E se a Carolina do Norte for para Biden?

Tudo pode (ainda) acontecer no estado ganho pelo atual Presidente em 2016, embora o pêndulo oscile para um estado vermelho. Se Biden conseguisse ganhá-lo para os democratas, a vida de Trump ficaria um pouco mais complicada. Teria de ganhar a Geórgia, o Michigan e a Pensilvânia para manter aberta a hipótese de vitória. Se lhe juntar os votos ou do Wisconsin ou do Nevada, Trump vence as eleições.

…se, à Carolina do Norte, Biden juntar a Pensilvânia — dois estados onde Trump ganhou em 2016 e onde mantém vantagem — vence as eleições.

…se, à Carolina do Norte, Biden juntar a Geórgia e o Michigan — estados onde Trump ganhou em 2016 — vence as eleições.

…se, à Carolina do Norte, Biden juntar a Geórgia ou o Michigan, o democrata precisaria ainda dos votos de mais um estado para vencer as eleições.

Se Joe Biden vencer na Carolina do Norte, Trump fica obrigado a ganhar em três estados

Cenário 7. E se a Pensilvânia for para Trump?

Se Trump ganhar a Pensilvânia, como aconteceu no passado e como parece poder acontecer de novo, não põe imediatamente Biden em maus lençóis. Trump tem de juntar a essa uma outra vitória provável, a Geórgia, e, pelo menos, mais um estado para o seu adversário ficar encostado à parede e ter de garantir mais vitórias para não ser afastado da corrida. Tal como noutras combinações, também nesta os votos do Maine são menos decisivos para virar o curso dos eventos.

…se, à Pensilvânia, Trump juntar a Geórgia e mais um estado (Michigan, Nevada, Carolina do Norte ou Wisconsin), Biden tem obrigatoriamente de ganhar em pelo menos dois dos restantes para não atirar a toalha ao chão. Se, na combinação, estivermos a somar os votos do Michigan ou da Carolina do Sul, nesse caso, Biden não pode perder em nenhum dos restantes.

…se, à Pensilvânia, Trump juntar a Geórgia, o Michigan e mais um estado (Nevada, Carolina do Norte ou Wisconsin), vence as eleições. A tarefa será mais fácil na Carolina do Norte do que nos demais estados, onde é favorito.

Cenário 8. E se a Pensilvânia for para Biden?

Sendo um cenário menos provável tendo em conta a evolução atual das contagens — ainda que faltem, sobretudo, os votos por correspondência, tendencialmente mais democratas —, causa problemas mais rapidamente. Se Joe Biden conseguir os 20 votos da Pensilvânia, Trump fica obrigado a conseguir ganhar na Geórgia, no Michigan e na Carolina do Norte — votações que conseguiu em 2016 — para se manter na corrida. Para ganhar teria de conseguir também o Wisconsin e o Maine que dão vantagem ao democrata nestas eleições.

…se, à Pensilvânia, Biden juntar a Carolina do Sul, vence as eleições.

Pensilvânia pode decidir a eleição, se Biden e Trump ganhar nos restantes swing states em que têm vantagem

Cenário 9. E se Michigan for para Trump?

Ganhar o Michigan não deixa Donald Trump numa posição especialmente confortável e não incomoda muito o seu adversário. Para fazer mossa ao outro lado, tem de garantir também vitória na Pensilvânia e na Carolina do Norte.

…se Trump ganhar também na Pensilvânia e na Carolina do Norte, basta juntar-lhe os votos da Geórgia, do Nevada ou de Michigan para ganhar as eleições. Nevada será o mais difícil.

Cenário 10. E se Michigan for para Biden?

Michigan foi um estado vermelho em 2016 e é Donald Trump esteve durante várias horas na dianteira da votação, até ser ultrapassado por Biden já na manhã de quarta-feira.

…se Michigan virar para o lado dos democratas, Trump não pode perder de maneira nenhuma os votos da Geórgia. Se isso acontecer, Biden vence a eleição.

…se Trump perder os votos da Pensilvânia, Biden vence a eleição.

Cenário 11. E se Wisconsin for para Biden?

Tudo aponta que Wisconsin será ganha por Joe Biden. Se assim for, o democrata precisa de lhe juntar mais alguns votos mais difíceis de conseguir para complicar a vida a Trump.

…se Biden ganhar Wisconsin, Maine e Nevada (como é esperado) e lhe juntar os votos da Carolina do Norte ou da Pensilvânia ou da Geórgia, vence as eleições. É essa a conclusão do algoritmo usado no simulador do Wall Street Journal, apesar de outras fontes, como o The New York Times e o FiveThirtyEight, por exemplo, apontarem um caminho bastante mais fácil: tendo já o Arizona, Biden já só precisa de Michigan se conquistar também o Wisconsin.

Cenário 12. E se Wisconsin for para Trump?

Será complicado Trump recuperar o estado que ganhou em 2016 e onde os democratas têm vantagem.

…se Trump ganhar o Wisconsin, e lhe somar os votos da Carolina do Norte, Pensilvânia e Geórgia (ou, em alternativa o Michigan), vence as eleições.

Se Trump ganhar o Wisconsin, e lhe somar os votos da Carolina do Norte, Pensilvânia e Geórgia (ou, em alternativa o Michigan), vence as eleições

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.