Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Gasta demasiado dinheiro

“Será que dá para a Meghan parar de gastar tanto dinheiro em roupa? Ela gasta mais do que qualquer outra pessoa” @upcycledpink

A revista Marie Claire cita pesquisa do site Love the Sales para noticiar que a Duquesa de Sussex gastou mais de 575.000 euros só no guarda-roupa para a maternidade, um terço do qual foi gasto em joalharia. Segundo a mesma fonte, em média, cada um dos seus looks durante a gravidez terá custado 7.450 euros. No total, o seu guarda-roupa de grávida, “foi oficialmente sete vezes mais caro do que o que de Kate”, compara a publicação – mas voltemos a esta comparação mais abaixo. Meghan Markle não tem uma stylist oficial a escolher o seu guarda-roupa para os muitos compromissos oficiais a que tem de ir, desde visitas de estado a jantares de gala, por isso é fácil apontar o dedo a Meghan e falar de opulência e gasto, sobretudo quando esse gasto é pago pelo contribuinte, neste caso, o Príncipe de Gales que é oficialmente responsável pelos gastos dos seus filhos e noras. Durante todo o ano de 2018, é estimado que o guarda-roupa de Meghan tenha custado meio milhão de dólares, ou seja, mais de 450.000 euros, fazendo da Duquesa de Sussex a figura do clã real a gastar mais dinheiro em roupa. Por mais estapafúrdia que a quantia possa parecer, o site Cheat Sheet levanta questões pertinentes quando explica que “Meghan é um novo membro da família real” e que quando se tornou duquesa “as suas roupas precisaram de um upgrade para estarem ao nível de uma pessoa da sua posição”. O tempo dirá se foi apenas um boost inicial ao guarda-roupa ou um novo hábito.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.