Índice

    Índice

Um coro não estaria mais afinado. A pergunta foi feita a estudantes, professores, reitores, presidentes de politécnicos e ao próprio ministro do Ensino Superior. Em tempo de pandemia, qual será o grande desafio das instituições de ensino superior? “Os alunos do 1.º ano.” Foi sempre esta a resposta na ponta da língua, embora os tons de cinzento fossem variando.

Integrá-los desde o primeiro momento e garantir que a qualidade de ensino é elevada, ao mesmo tempo que se faz o possível (e o impossível) para evitar que um número significativo de jovens abandone os estudos, é o que se lê nesta partitura conjunta. A primeira ária é do ministro, mas resume bem as intenções de quem dirige universidades e politécnicos e os desejos dos alunos. “O principal desafio é responder às ambições dos estudantes. Pela primeira vez, prevemos que quase 95 mil jovens entrem no ensino superior, entre instituições públicas e privadas. É também expectável um aumento do número de colocados na 1.ª fase e essas ambições dos jovens têm de ser satisfeitas.”

Estes estudantes, diz Manuel Heitor, também vão requerer um acompanhamento muito próximo, que acredita que as instituições estão preparadas para lhes dar. “Sabemos, pelas experiências de outros países, que quando há um aumento grande de colocados também há um aumento do abandono escolar, há frustrações e temos de garantir que todos têm oportunidade de prosseguir com os seus estudos.”

A qualidade do ensino, ou uma eventual queda deste indicador, não preocupa o ministro do Ensino Superior, embora seja a principal preocupação dos presidentes das federações académicas de Lisboa e Porto. “Não me parece que a qualidade do ensino vá sofrer. Temos um alto nível de ensino reconhecido internacionalmente, e agora é necessário garantir que se privilegia o ensino presencial”, defende o ministro, sublinhando que “há séculos e séculos” de experiência que mostram que os processos de aprendizagem requerem sobretudo o ensino presencial.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.