Numa altura em que muitos são os alertas para o facto de a pandemia da Covid-19 parecer estar a fazer esquecer a responsabilidade ambiental, nomeadamente ao nível do plástico deitado ao chão, uma publicação no Facebook sugeria, a 21 de junho, que uma praia de Carcavelos, Cascais, estava repleta de lixo. Na legenda lia-se: “Não, não é no Vietname, é em Carcavelos, Cascais”. Acontece que não é nem no Vietname nem em Carcavelos, é na costa do Yorkshire, em Inglaterra. Esta publicação é falsa.

Basta fazer uma pesquisa da imagem através de ferramentas Google para perceber que ela aparece em vários tweets ou publicações diversas em páginas de Facebook, associada a diferentes localizações. A primeira vez que a imagem é localizada, contudo, é na página Examiner Live, do Reino Unido, e remete para o lixo deixado por visitantes das praias da costa do Yorkshire, nomeadamente na praia de Scarborough, durante uma onda de calor no norte de Inglaterra. A publicação é de 21 de maio.

Imagem partilhada na página de um utilizador do Facebook diz que se trata de uma praia de Carcavelos

No artigo em questão são divulgadas várias fotografias desse dia (21 de maio), nas quais os moradores de Scarborough, que se dirigiram à praia na manhã seguinte à enchente, dizem ter encontrado de tudo no areal: desde fraldas sujos, a garrafas de vidro, garrafas de plástico, passando por brinquedos como Barbies, baldes e pás. “Foi horrível ver todo aquele lixo numa altura em que as praias e a qualidade do ar melhoraram significativamente devido ao confinamento”, dizia Daniel Holmes, um dos moradores da zona que foi à praia propositadamente para ajudar a apanhar o lixo acumulado.

As imagens que acompanham o artigo são muitas, e uma delas é precisamente a imagem que chegou a Portugal como sendo um retrato de Carcavelos. Também a BBC News, nesse mesmo dia, reportou a situação: “Coronavírus: Residentes “chocados e furiosos” com multidões na praia”, lê-se no título, sendo a reportagem sobre praias de Inglaterra que naquela semana ainda de confinamento se encheram de gente, tanto em Southend (Essex), como em Norfolk, como em Exmouth ou como também em Scarborough, Yorkshire.

Por essa altura, no Reino Unido, as regras do Governo para travar a Covid-19 eram claras: saídas para apanhar ar ou fazer exercício eram permitidas, sim, mas apenas desde que fosse mantida a distância de dois metros entre pessoas de casas diferentes. Foi nesse sentido que surgiram várias publicações nas redes sociais com aquelas imagens — nomeadamente a imagem do lixo na praia de Scarborough –, a ilustrar a indignação dos ingleses pela quebra das regras que decorreu nesses dias de calor.

Eis alguns exemplos:

If you do visit Scarborough, or any beach, please be sure to clean up after yourselves. This was left behind Yesterday #YorkshireCleanUpChallenge

Posted by I-Yorkshire on Thursday, May 21, 2020

A verdade é que a mesma imagem também foi usada noutras páginas de redes sociais de outros países, como por exemplo uma página de Facebook da Polícia de Porto Rico, o que leva a crer que também foi indevidamente usada para ilustrar outras praias que não a praia onde a fotografia foi efetivamente tirada.

Posted by Policia PPR Imagenes on Monday, May 25, 2020

Conclusão

A fotografia mostra, de facto, uma praia cheia de lixo, mas não foi tirada em Carcavalos, nem sequer em Portugal. Trata-se de uma imagem retirada do contexto, uma vez que a foto é originalmente encontrada num artigo sobre a corrida que houve no dia 20 de maio às praias de Inglaterra, numa altura em que as regras de confinamento ainda não permitiam deslocações deste género. A fotografia é de Scarborough, Yorkshire, norte de Inglaterra. Não é de Carcavelos, Cascais, Portugal.

Errado

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge