A imagem é do pilar de uma ponte, claramente danificado — no que parece ser uma falha de cisalhamento — e a sua explicação encontra-se na publicação do Facebook, largamente partilhada. “Quando cair é que vão fazer algo. Ponte do comboio em Alcântara”, escreve o utilizador, criando assim a ideia de que em Alcântara, Lisboa, há atualmente uma ponte de comboio em risco de queda. Esta alegação não corresponde à verdade, como a Infraestruturas de Portugal confirmou ao Observador.

Em primeiro lugar, a imagem não corresponde a nenhuma estrutura existente em Alcântara. A estação com aquele nome, da linha de Cascais, não passa naquele local por nenhuma ponte. O utilizador poderia estar a referir-se à Ponte 25 de Abril, onde passa uma outra linha ferroviária, mas a imagem também não corresponde àquela estrutura, ou tão pouco às que compõem a Passagem Superior de Alcântara, uma infraestrutura pedonal, que ligava as estações de Alcântara-Mar (Linha de Cascais) e Alcântara-Terra (Linha de Cintura).

A imagem já teve centenas de partilhas

Outra questão importante é a data. A publicação é de setembro de 2020 e a imagem circula na internet, pelo menos, desde 2011 quando foi usada por um site português de engenharia para ilustrar uma notícia sobre a ponte do IP3 que liga Mortágua e Santa Comba Dão (com a ressalva de que era meramente ilustrativa). Assim, mesmo que correspondesse a uma estrutura lisboeta, seria no mínimo enganadora ao ser de um problema com quase uma década.

Em várias publicações de Facebook de 2018, a imagem aparece como sendo de uma ponte no Japão, abalada por um terramoto.

Para além disso, o Observador contactou a Infraestruturas de Portugal — empresa pública que gere e administra as infraestruturas ferroviárias e rodoviárias edo país — que não tem qualquer dúvidas sobre a falsidade da alegação.

“A Infraestruturas de Portugal (IP) esclarece que a situação ilustrada na fotografia não identifica qualquer pilar de uma ‘ponte do comboio em Alcântara’ nem qualquer outra Obra de Arte (Pontes, Viadutos, Passagens, Túneis, etc.) da Rede Ferroviária Nacional. Mais se informa que, a IP procede regularmente à inspeção e conservação das Obras de Arte sob sua gestão direta, garantindo os níveis de serviço, disponibilidade e total segurança da utilização das mesmas”, respondeu, por escrito, a empresa ao Observador. “Assim, são totalmente falsas as insinuações difundidas pelo autor pelo que, presumimos, a divulgação e partilha deste conteúdo apenas tem como objetivo causar alarme social.”

Em 2018, a imagem era divulgada como sendo de uma ponte japonesa

Conclusão:

Falso. A imagem tem vários anos e já foi inclusive usada num site português dedicado a engenharia para ilustrar uma notícia de 2011 sobre a ponte do IP3 que liga Mortágua e Santa Comba Dão (com a ressalva de que era meramente ilustrativa). Esta alegação não corresponde à verdade, como a Infraestruturas de Portugal confirmou ao Observador.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge