A imagem foi partilhada numa página de Facebook portuguesa a 10 de abril deste ano: um contentor do lixo repleto de alimentos ainda embalados com a legenda “Triste realidade devido à ganância de muitos”. A ideia era mostrar como os portugueses desperdiçaram alimentos, depois de terem protagonizado episódios de açambarcamentos nos supermercados nacionais. A publicação chegou a ter mais de 47 mil visualizações, segundo dados do Facebook.

A imagem, contudo, pode ser encontrada em várias publicações espalhadas pela internet, em várias circunstâncias e datas, tendo já sido associada ao suposto desperdício que os muçulmanos em Espanha fazem da comida que lhes é dada pela Caritas e pela Cruz Vermelha. Essa publicação tornou-se viral em Espanha e, segundo o site de fact checks espanhol Maldita, também era usada de forma abusiva. Isso foi em outubro de 2018. Ou seja, a imagem é muito anterior à pandemia da Covid-19 e nada tem a ver com a corrida aos supermercados em Portugal.

A publicação falsa que se podia ler na página “Maravilhoso Portugal”

Em primeiro lugar, basta uma pesquisa na internet para perceber que esta é uma imagem usada recorrentemente em vários contextos e datas. Uma delas, quando se tornou viral, foi em Espanha, em outubro de 2018, e teve mais de 118 mil partilhas e 4 mil reações, segundo conta o site Maldita, parceiro do Observador na rede internacional de fact checks. Nessa altura, a publicação dizia respeito ao suposto desperdício alimentar feito pela comunidade muçulmana, que estaria a desperdiçar comida doada por instituições de caridade enquanto, lia-se na legenda, “cidadãos espanhóis passavam fome e viviam na rua”.

O site, especializado em desmontar publicações falsas e virais, admite que não é possível provar a veracidade da imagem nem o contexto em que a fotografia foi tirada. Mas se é certo que nada na imagem indica que o desperdício foi feito pela comunidade muçulmana em 2018, ou seja, essa associação de ideias era claramente abusiva, também é certo que nada indica que o depósito no lixo tenha sido consequência do açambarcamento que alguns portugueses fizeram na sequência do surto da Covid-19, que está a obrigar populações inteiras a ficar confinadas a casa. Se a imagem já existia em outubro de 2018, em nada pode estar relacionada com o surto do novo coronavírus.

Certo é que, a avaliar pelo sinal de estacionamento e pelos carros nas ruas, cuja matrícula é impercetível, a imagem tanto pode ser tido tirada em Espanha como em Portugal. Mas em nenhum momento se pode associar a fotografia à ideia de que os portugueses foram “gananciosos” e compraram mais do que precisavam nos supermercados. Prova disso é o facto de aquela mesma fotografia já ter sido usada noutros contextos, noutras datas anteriores à pandemia, e inclusive noutras publicações consideradas fraudulentas.

Conclusão

Não é verdade que a imagem de alimentos colocados em cima de um contentor do lixo possa ser associada ao desperdício alimentar pós-açambarcamento. Não é sequer certo que a fotografia tenha sido tirada em Portugal. O que é certo é que aquela mesma imagem já foi usada numa publicação falsa que se tornou viral em Espanha, em outubro de 2018, pelo que a origem da fotografia é muito anterior à pandemia da Covid-19.

Segundo o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

De acordo com o sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge