Acaba de ser lançada a edição portuguesa do Global Teacher Prize (GTP), o chamado Nobel da educação. O Global Teacher Prize Portugal é um prémio de 30 mil euros para reconhecer professores que se destaquem pelo seu impacto nos alunos, inovação e contributo para a profissão. Os finalistas nacionais ficam automaticamente apurados para a edição global do prémio.

Os Global Shapers Lisboa e o GTP

Desde a criação do hub de Lisboa que a educação sempre foi um tema querido a todo o grupo. Começámos por aderir ao movimento internacional Dia da Dignidade, uma iniciativa que decorre nas escolas com o objectivo de fazer os alunos reflectir sobre a diversidade e promover o respeito entre todos. O grupo também participou em iniciativas como Learn Money Week ou palestras para esclarecer alunos do secundário sobre as suas escolhas de profissionais.

Quando se reflectiu sobre como os Global Shapers poderiam ter mais impacto na sociedade, o grupo decidiu ajudar a consolidar e escalar iniciativas sociais meritórias. Foi o que se fez, mais recentemente, com o Dia da Dignidade, em que se trabalhou uma parceria com a Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade e o Alto Comissariado para as Migrações, que veio, só em 2017, a mobilizar 64 escolas, 86 iniciativas, 300 técnicos que impactaram 3507 crianças.

Como chegámos aqui

Quando, em 2015, as Mentes Empreendedoras se propuseram valorizar o papel dos professores e se lançou o Inspira o teu Professor, o grupo não só deu workshops como participou activamente no desenho da estratégia digital e de mobilização dos jovens. O Inspira o teu Professor cresceu de uma primeira experiência em 2015 para uma 2ª edição em 2017, que chegou a 4.200 alunos.

Na sequência da campanha Inspira o teu Professor e dado o alinhamento deste projecto com a missão da Fundação Varkey (que está na origem do GTP), fui convidado para contribuir como membro do júri do Global Teacher Prize. Em Março de 2017, quando entregaram o Global Teacher Prize, a Fundação Varkey desafiou as Mentes Empreendedoras a lançar o Global Teacher Prize Portugal. Mais uma vez pude contar com os Global Shapers que, como embaixadores, se associaram a este movimento, dando o seu testemunho e partilhando histórias de professores que os marcaram. O Alexandre Farto (Vhils), por exemplo, contou como as suas professoras do secundário foram essenciais para o fazer acreditar no seu potencial artístico e se focar em desenvolver a sua arte. Provavelmente sem estas professoras teríamos perdido todo o contributo artístico com que o Vhils nos agraciou.

Porquê um prémio para professores?

Porque a educação e os professores têm o potencial de impactar as crianças e os jovens e, com eles, deixar uma marca em Portugal e no mundo.

Sabemos que o que tem mais impacto no desempenho escolar dos alunos é a família onde nasceram, medido tipicamente pela educação formal da mãe. Mas, no contexto português, com um nível de conclusão do ensino secundário na população adulta baixo, a escola e os professores têm um papel fundamental no desempenho escolar dos alunos e com ele a mobilidade social. E, num momento em que o papel dos professores é desvalorizado, este prémio pretende enaltecer a nobreza de uma profissão que hoje, apesar de apagada, lhe é intrínseca. O Global Teacher Prize Portugal é também uma oportunidade de celebrar a educação e todos os que nela participam, em particular os professores.

O Global Teacher Prize Portugal pretende aumentar o reconhecimento do papel dos professores na educação, alimentando uma partilha de conhecimento entre alunos, pais, professores, comunidade educativa e sociedade, com casos variados contados na primeira pessoa e que esperamos que possam inspirar inovações noutros contextos.

Para além do mais, cerca de 50% dos professores têm mais de 50 anos, pelo que é de antecipar uma renovação muito significativa de docentes a sete anos. Isto significa que, nos anos mais próximos, vamos precisar de um grande reforço do corpo docente, e temos uma grande necessidade de atrair muito talento e vocação para a docência. Esperamos poder também contribuir para despertar vocações.

O prémio de 30 mil euros pretende também ele amplificar o impacto do trabalho do vencedor ou vencedora, dado que 85% do prémio deve ser investido numa iniciativa de âmbito educativo. As candidaturas estão abertas até dia 18 de Março, encorajem os vossos professores a candidatar-se e recomendem-nos para que nós os possamos encorajar. Ninguém pode ficar de fora!

Afonso Mendonça Reis é fundador das Mentes Empreendedoras, Inspira o teu Professor, Global Teacher Prize Portugal e professor universitário na Nova SBE. Foi nomeado Global Shaper em 2012 pelo Fórum Económico Mundial.

O Observador associa-se aos Global Shapers Lisbon, comunidade do Fórum Económico Mundial para, semanalmente, discutir um tópico relevante da política nacional visto pelos olhos de um destes jovens líderes da sociedade portuguesa. Ao longo dos próximos meses, partilharão com os leitores a visão para o futuro do país, com base nas respetivas áreas de especialidade. O artigo representa, portanto, a opinião pessoal do autor e não vincula os Global Shapers de Lisboa.