Logo Observador
Audi

Novo Audi A8 chega em Julho. E já sem condutor

118

Com o actual modelo a celebrar uma já longa existência de oito anos, a nova geração do Audi A8 chega ainda este ano, durante o mês de Julho, em Barcelona. E apto para condução autónoma.

Autor
  • Francisco António

Navio-almirante da marca dos quatro anéis, cuja actual geração foi dada a conhecer em 2009, o Audi A8 desvenda aquela que será a sua quarta geração ainda este ano. Mais concretamente, no dia 11 de Julho, durante o primeiro Audi Summit que terá lugar em Barcelona, Espanha. Sendo desde já anunciado como o máximo do luxo e da qualidade possíveis de encontrar num Audi, além de oferecer a capacidade de se conduzir sozinho.

O anúncio da data de apresentação do novo A8 foi feito pelo próprio chairman da Audi, Rupert Stadler, durante a conferência de imprensa anual da marca, que teve recentemente lugar. Tendo sido então também apresentado como “um sedan de topo”, “totalmente recriado de base”, além de “redimensionado de forma generosa e intuitivo”.

Ainda segundo o mesmo responsável, a quarta geração A8 contará com as mais avançadas tecnologias de condução autónoma. Embora não totalmente disponíveis desde o início da comercialização, por motivos de enquadramento legal. No entanto, garante Stadler, “assim que a legislação for actualizada e estiver em vigor naqueles que são os nossos principais mercados – permitindo, por exemplo, o recurso à condução autónoma nas auto-estradas, de forma segura –, é certo que esta tecnologia passará a estar disponível no A8”.

Quanto ao design, quer as imagens quer os esboços revelados até agora, pelo próprio fabricante, fazem antever uma evolução, mais do que um corte, daquela que é a imagem actual do modelo. Com as maiores novidades a advirem do habitáculo, onde a quarta geração do A8 estreia não só a mais recente evolução do Audi Virtual Cockpit, como a nova plataforma modular de infoentretenimento MIB2+, que tem por base o processador Tegra K1 da tecnológica norte-americana Nvidia.

Presentes estarão também a mais recente evolução do sistema de condução autónoma em situações de tráfego intenso Traffic Jam Pilot, que, assegura a marca alemã, “consegue assumir totalmente o controlo da viatura, de forma espaçada”.

Tendo por base a plataforma MLB Evo, é expectável igualmente que o futuro A8 venha a registar uma considerável perda de peso face à actual geração. Ao passo que, nas motorizações, o W12 6,0 litros biturbo de origem Volkswagen, enquanto bloco mais estatutário, deverá manter-se. Desconhecendo-se, no entanto, se com o mesmo nível de potência e binário que anuncia, por exemplo, no novo SUV da Bentley, o Bentayga: 600 cv e 900 Nm.

De referir ainda que o futuro A8 contará com uma versão mais desportiva, denominada S8, a qual, ao que tudo indica, envergará o mesmo V8 4,0 litros biturbo, com 550 cv e 770 Nm de binário, utilizado pelo Porsche Panamera Turbo. Ainda que, face à preocupação ecológica hoje em dia assumida pelo Grupo Volkswagen, seja igualmente de esperar uma versão mais “verde”, muito provavelmente híbrida, que deverá ter por base o mesmo V8 4,0 litros TDI com compressor eléctrico já estreado no SQ7. Caso isso se venha a confirmar, poderá anunciar os mesmos 429 cv e 900 Nm previstos no SUV.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt