Logo Observador
Livros

Morreu o poeta Armando Silva Carvalho

O poeta e tradutor Armando Silva Carvalho morreu esta quinta feira, nas instalações da Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha, anunciou, em comunicado, a Porto Editora.

Armando Silva Carvalho tinha 79 anos

Infopédia

Autores
  • Agência Lusa

O poeta e tradutor Armando Silva Carvalho morreu esta quinta feira, nas instalações da Santa Casa da Misericórdia das Caldas da Rainha, anunciou, em comunicado, a Porto Editora.

Armando Silva Carvalho nasceu em 1938, em Olho Marinho, Óbidos, e era um dos mais importantes poetas portugueses da atualidade, tendo ainda recentemente vencido os mais importantes prémios literários nacionais, com o seu último livro “A Sombra do Mar”, publicado pela Assírio & Alvim, acrescenta o grupo editorial.

Armando Silva Carvalho licenciou-se em Direito, tendo também frequentado o curso de Filosofia da Faculdade de Letras. Contudo, a advocacia não lhe ocupou muito tempo. Focou-se no ensino, na tradução e no jornalismo, onde foi colaborador do Jornal de Letras, do Diário de Notícias. Traduziu obras de autores como Becket, Aimé Cesaire, Jean Genet e Marguerite Duras.

A primeira obra publicada, “Lírica Consumível”, em 1965, foi distinguida com o Prémio Revelação da Sociedade Portuguesa de Escritores. Em vida foram-lhe atribuídos tantos outros prémios como o Grande Prémio de Poesia APE, o Prémio Fernando Namora, o Grande Prémio DST Literatura e o Prémio Casino da Póvoa.

A editora adiantou não serem ainda conhecidos pormenores sobre as cerimónias fúnebres.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PS

Miscelânea de férias

Maria João Marques
1.612

Gabriela Canavilhas é uma política socialista exemplar. Tem arrogância (daquela não proveniente de méritos próprios) em abundância e não percebe patavina da maioria dos assuntos de que debita palavras