Hyundai

Mobilidade conectada. Hyundai avança na China

Procurando a liderança na mobilidade conectada, a Hyundai acaba de abrir, na China, o seu primeiro centro, fora de portas, para tratamento dos dados provenientes dos seus automóveis conectados.

A Hyundai nota que a abertura das instalações de Guian é o primeiro passo para a criação de uma rede global de plataformas de dados, desenvolvidas a partir do Centro de Dados em Uiwang, na Coreia do Sul

Autor
  • Francisco António

A sul-coreana Hyundai acaba de inaugurar, na província chinesa de Guian, o seu primeiro centro de dados, fora da Coreia do Sul. A infra-estrutura, destinada ao tratamento da informação enviada pelos automóveis conectados da marca, é também o primeiro passo de uma futura operação Car Cloud, que permitirá a disponibilização de novos serviços aos proprietários chineses destes mesmos automóveis.

Depois de já ter criado uma operação Car Cloud no mercado da Coreia do Sul, que mantém desde 2013, o construtor sul-coreano procura agora aplicar as mesmas tecnologias, das quais fazem parte o Sistema Operativo de Conexão com o Automóvel (ccOS) e a Plataforma Automóvel de Serviços Conectados (ccSP), duas soluções desenvolvidas pela própria Hyundai, ao mercado chinês. Acelerando, desta forma, a introdução da oferta de serviços de automóvel conectados.

Graças à abertura deste novo centro de dados, a Hyundai promete expandir significativamente os seus recursos de investigação e desenvolvimento nos automóveis conectados, dar seguimento às projecções da marca e potenciar negócios na China.

O fabricante explica que o sistema ccOS optimiza a velocidade de transmissão e recepção de informação no veículo, ao passo que a plataforma ccSP facilita a conexão aos serviços de Internet of Things. Depois, caberá ao novo centro de Guian monitorizar não só os padrões de condução dos condutores, como também diagnosticar potenciais problemas, oferecendo, a partir daí, actualizações de software frequentes aos veículos.

Localizada, segundo a Hyundai, no epicentro nacional da China para tratamento de dados, esta nova infra-estrutura situa-se numa das cidades com maior crescimento e que já acolhe grandes empresas de tecnologia, como a Apple, Alibaba e IBM. Além de estar instalada num edifício de cinco pisos, partilhado com o maior fornecedor de internet da China, a Baidu.

Em virtude desta localização localização, o novo centro de dados tem facilitado o acesso às empresas locais de tecnologia, como a Unicom, ajudando a desenvolver, analisar e processar numerosos fluxos de dados.

“O know-how da Hyundai na análise de grandes volumes de dados, aliado ao forte impulso da província de Guizhou no que respeita a tratamento de dados, irá certamente acelerar o desenvolvimento de tecnologias em automóveis conectados. Bem como permitir, da melhor forma, satisfazer as necessidades dos nossos clientes”, afirmou o vice-presidente executivo e director da Divisão de Inteligência Automóvel da Hyundai, Seung-Ho Hwang. “Ao operacionalizar com sucesso as nossas novas instalações na China, definiremos novos padrões para tratamento de dados na indústria, posicionando a empresa como líder de novas tecnologias no sector automóvel”, defende.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Comportamento

A esperança é o café da manhã

Laurinda Alves

O que nos faz agir e transcender em cada dia é a esperança de que alguma coisa se componha, de encontrar sentido para a vida, de evoluir, de perceber mais. E temos esperança pela certeza do inesperado

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site