Orçamento do Estado

Governo e BE negoceiam bónus para reformados antecipados na era da troika

480

O executivo de António Costa e os bloquistas pretendem compensar aqueles que optaram por se reformar mais cedo nos anos da troika e que, por isso, tiveram cortes na pensão.

Vieira da Silva admitiu que essa compensação possa vir a ser feita através do Complemento Solidário para Idosos

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O Governo e o Bloco de Esquerda encontram-se em negociações para incluir no Orçamento de Estado de 2018 — que esta quinta-feira começa a ser discutido na generalidade — uma compensação a quem optou pela reforma antecipada no tempo da troika. Em declarações prestadas ao Público, Pedro Filipe Soares, líder parlamentar bloquista, confirma que o Governo “aceitou discutir um modelo” a partir da próxima semana, quando o OE já estiver a ser discutido na especialidade.

De acordo com Pedro Filipe Soares, o executivo de António Costa “abriu a porta a essa discussão” pela primeira vez “na semana passada”, numa “reunião ao mais alto nível”, em que se discutiu o futuro das mais de 10 mil pessoas que podem vir a ser visadas por esta medida. Vieira da Silva, o ministro do Trabalho, avançou com a possibilidade de essa compensação vir a ser feita através do Complemento Solidário para Idosos.

Outro tema abordado pelo Bloco é o da antecipação da segunda fase das reformas antecipadas sem penalização, tema que, segundo Pedro Filipe Soares, se encontra “mais atrasado”. O Governo quer antes estudar os impactos do primeiro desagravamento que entrou em vigor a 1 de Outubro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: dlopes@observador.pt
Economia

Parece que acabou a festa do dinheiro

Manuel Villaverde Cabral

O orçamento para 2018 acabou por se transformar num regabofe demagógico de promessas impossíveis de cumprir. As reformas que o país necessitava ter feito ou foram desfeitas ou ficaram pelo caminho.

Comportamento

A esperança é o café da manhã

Laurinda Alves

O que nos faz agir e transcender em cada dia é a esperança de que alguma coisa se componha, de encontrar sentido para a vida, de evoluir, de perceber mais. E temos esperança pela certeza do inesperado

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site