IRC

PCP reclamou aumento de IRC para empresas com lucros acima dos 35 milhões

O líder do PCP reclamou esta quinta-feira "um avanço" no compromisso do Governo em aceitar, no Orçamento do Estado de 2018, o aumento do IRC para empresas com lucros superiores a 35 milhões de euros.

PAULO NOVAIS/LUSA

O líder do PCP reclamou esta quinta-feira “um avanço” no “plano do compromisso” do Governo em aceitar, no Orçamento do Estado de 2018, o aumento do IRC para empresas com lucros superiores a 35 milhões de euros.

“Podemos dizer que há um avanço, particularmente no plano do compromisso com o Governo do PS”, afirmou Jerónimo de Sousa relativamente ao aumento do IRC e do fim do corte de 10% no subsídio de desemprego, na sede do PCP, em Lisboa, após um encontro com a Intervenção Democrática (ID).

Apesar de “não jurar a pés juntos”, o secretário-geral dos comunistas portugueses afirmou que “existe grande abertura” da parte do executivo para acolher as duas propostas quanto ao aumento do IRC e do fim do corte de 10% no subsídio de desemprego, decretado pelo Governo PSD-CDS.

Jerónimo de Sousa lembrou que ainda está em curso o debate na especialidade do Orçamento do Estado em que estas duas questões serão decididas, antes da votação final global do Orçamento, em 27 de novembro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site