Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O antigo Presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, afirmou na manhã desta sexta-feira compreender os protestos dos brasileiros que têm levado a confrontos violentos com a polícia, mas não acredita que isso venha a prejudicar o Mundial.

“Claro que compreendo, tenho de entender, é um problema da democracia toda, que tem de ser efetiva”, disse Cardoso, à margem da apresentação de uma nova unidade clínica na Fundação Champalimaud, de cujo Conselho de Curadores faz parte.

“Esse movimento veio de longe. O Mundial é um pretexto”, referiu o antigo presidente brasileiro, acrescentando que não pensa “que haja animosidades contra estrangeiros, ou mesmo contra a Copa”. Questionado sobre se se opunha à realização do Mundial no país, Cardoso respondeu: “Eu quis fazer a Copa no Brasil”.

“Eu não creio que isso prejudique o jogo em si. Nós temos de aceitar. Espero que o Governo entenda isso”, concluiu.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR