Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

À semelhança do que se vai passar em Madrid, Barcelona e em outras cidades da Catalunha, também foi convocada uma manifestação para Lisboa contra o processo de sucessão monárquica e a exigir a implantação da República em Espanha. A manifestação terá lugar às 20h, na Praça do Comércio, e o apelo foi feito através do Facebook.

O evento, para o qual já estão confirmadas 100 pessoas, já foi divulgado pela Plataforma 15 de Outubro e pelo portal Esquerda.net. Está também disponível uma petição online, dirigida ao Governo espanhol, para que se realize um referendo sobre a questão da continuidade da monarquia. A petição já reúne mais de 12 mil assinaturas.

Chema Costa Dominguez, estudante de publicidade espanhol a estagiar numa empresa em Lisboa, disse ao Observador que “Espanha tem muitos problemas e esses problemas estão refletidos no modelo de estado atual, a monarquia constitucional”. O estudante, que estará presente na manifestação, considera “necessária a convocação de um referendo de caráter nacional” e acrescenta que “uma república federal com pessoas eleitas pela população pode criar uma imagem mais realista e unificadora” da Espanha.

Apesar de ser a favor da realização do referendo, o estudante acha que o mesmo não se vai realizar e culpa os meios de comunicação espanhóis. Desde que o rei Juan Carlos anunciou que ia abdicar do trono, “os media só falaram da notícia do ponto de vista processual”, ou seja, o que é necessário fazer para que a abdicação se torne oficial. “Os media ignoraram a convocação das manifestações e os desejos que as pessoas expressaram nas redes sociais” em relação ao referendo, contou Chema ao Observador.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR