Setenta pessoas estão na manhã desta sexta-feira a receber assistência médica nos hospitais de Macau, na sequência de um acidente com uma embarcação que fazia a ligação entre Hong Kong e aquele território, disse à agência Lusa fonte dos Serviços de Saúde macaenses.

Inicialmente, fonte Serviços de Assuntos Marítimos e de Água tinha revelado a existência de 58 feridos, um dos quais em estado grave, mas os Serviços de Saúde explicaram terem entrado nos hospitais locais 70 pessoas, todas com ferimentos ligeiros.

O acidente ocorreu esta manhã, quando a embarcação, que transportava 228 passageiros, maioritariamente coreanos e de Hong Kong, embateu no dique de proteção no canal de acesso ao porto de Macau.

Foram 45 homens e 25 mulheres os feridos transportados para os hospitais Conde S. Januário e Kiang Wu, para receberem assistência médica.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“As vítimas estão todas conscientes, apresentam apenas ferimentos ligeiros e algumas escoriações”, informaram os serviços, garantindo a ausência de feridos graves.

Segundo dados cedidos à Lusa, as vítimas são de Hong Kong (59), Macau (4), Coreia do Sul (4), Tailândia (2) e Japão (1).

O alerta do acidente foi dado às 09h31 locais (02h31 em Lisboa).

Com o embate, o barco ficou encalhado no local e os feridos e restantes passageiros tiveram de ser transferidos para outras embarcações que acorreram ao local do acidente. As causas do sucedido não são ainda conhecidas.

Este é o terceiro acidente do género nos últimos oito meses com embarcações que fazem as ligações entre Hong Kong e Macau.