Na passada quinta-feira foi detido no aeroporto de Lisboa um homem suspeito de ligações ao movimento jihadista internacional que terá sido treinado na Síria. De acordo com o Diário de Notícias, que avança a notícia, o suspeito foi interrogado no Tribunal de Instrução Criminal este sábado e ficou em prisão preventiva por ordem do juiz Carlos Alexandre.

O suspeito, de nacionalidade holandesa, foi detetado na quinta-feira à noite, numa zona interdita da pista do aeroporto de Lisboa junto a um avião da companhia angolana TAAG, momentos antes deste descolar. Tinha na sua posse uma faca com cerca de 20 centímetros.

Segundo o DN, através de pesquisas nas bases de dados de trocas de informações internacionais, a Polícia Judiciária (PJ) confirmou que o nome do detido faz parte da lista de jihadistas holandeses e que está referenciado pelas autoridades holandesas. Por se tratar de um crime previsto na lei de combate ao terrorismo, que também integra atentados “à segurança dos transportes”, para esta investigação foi destacado o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e a Unidade Nacional de Contraterrorismo (UNCT) da PJ.