Bloco de Esquerda

Manifesto e Ana Drago desvinculam-se do Bloco de Esquerda

182

A Fórum Manifesto, corrente fundada por Miguel Portas e à qual pertence a ex-deputada Ana Drago, decidiu hoje, em assembleia geral, por larga maioria, desvincular-se do Bloco de Esquerda.

Ana Drago é a principal dirigente do Manifesto

Pedro Nunes/LUSA

Ana Drago deve abandonar o Bloco de Esquerda após a decisão da Fórum Manifesto de se desvincular do Bloco de Esquerda, mas outros fundadores do movimento, como José Manuel Pureza, Maria Matias e José Gusmão ficam no partido. O BE diz que as posições que têm vindo a ser tomadas pelos membros do movimento já davam a indicar a decisão hoje tomada.

“Anteriores posições de alguns dos membros do Fórum Manifesto já anunciavam a decisão hoje tomada. O Bloco continuará empenhado em juntar forças, convicto que o impulso para dividir não reforça a esquerda”, afirmou ao Observador fonte oficial do partido.

Fontes do partido disseram ao Observador que esta decisão não significa a desvinculação de todos os membros, como é o caso de Marisa Matias que foi recentemente cabeça de lista do BE ao Parlamento Europeu e única deputada eleita pelo partido para o PE.

A Fórum Manifesto, fundada por Miguel Portas decidiu este sábado, em assembleia geral, por larga maioria, desvincular-se do Bloco de Esquerda e contribuir para “novas plataformas políticas abrangentes”.

Na resolução política agora aprovada, salienta-se que “as derrotas consecutivas que o Bloco de Esquerda acumulou nos últimos anos, e que o conduziram à magra expressão eleitoral obtida nas últimas eleições europeias, não são um reflexo de fatores externos”, mas resultado “da acumulação de erros não corrigidos, inscritos numa orientação política que divorciou crescentemente o BE do seu potencial eleitorado”.

“Perante a opinião pública, o Bloco vincou, ao longo dos últimos anos, a imagem de um partido cada vez mais virado sobre si próprio, indisponível para o diálogo e para a convergência com outras forças políticas à esquerda; centrado no protesto, e por isso indisponível para estabelecer compromissos efetivos de governação; revelando uma insuficiente, inconsistente e até, por vezes, contraditória construção programática. Isto é, um partido que surge aos olhos dos cidadãos como incapaz de responder, com realismo, credibilidade e determinação, aos problemas e desafios com que o país se confronta de forma dramática e urgente”, acrescenta a resolução do Fórum Manifesto, corrente considerada dentro do BE a mais próxima dos valores da social-democracia, tomando como comparação o PSR e a UDP.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: nmartins@observador.pt
PSD

Cá a direita vale menos do que na Venezuela? /premium

Miguel Pinheiro
271

Se o PSD é um partido de esquerda, então a direita em Portugal está reduzida ao CDS. Ou seja, vale 7%. Ou menos. Como nem na Venezuela a direita é tão tristemente exígua, alguém anda enganado.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)