O tenista português João Sousa, quinto cabeça de série, qualificou-se hoje para a final do torneio de Bastad, na Suécia, ao bater nas meias-finais o argentino Carlos Berlocq, sétimo.

O vimaranense, que procura o segundo tútulo ATP, após o triunfo em Kuala Lumpur, em 2013, venceu por 3-6, 6-4 e 6-4, em duas horas e 34 minutos, e depois de ter estado a perder por 4-3 no segundo parcial, já com um “break” de desvantagem.

“Foi um encontro muito exigente a nível físico e mental. Penso que no terceiro ‘set’ fui superior nos momentos mais importantes e isso fez a diferença. Foi uma excelente batalha, que, felizmente caiu para o meu lado”, disse à agência Lusa João Sousa.

Na final, João Sousa vai enfrentar o uruguaio Pablo Cuevas, 111.º da hierarquia, que bateu o espanhol Fernando Verdasco, 29.º e terceiro pré-designado, por 7-6 (8-6) e 6-3, em uma hora e 43 minutos.

O tenista luso jogou sempre ao ataque e conquistou 18 pontos de “break”, aproveitando cinco, o primeiro já depois de desperdiçar 10. Fez, então, o 4-4 no segundo “set”, que, depois, fechou com um triunfo por 6-4.

No derradeiro parcial, João Sousa sofreu um “break” logo no primeiro jogo e esteve a perder por 2-0, mas conseguiu o contra “break” no quarto, igualando a dois.

Seguiram-se “breaks” no quinto jogo e no sexto. Na parte final, o vimaranense segurou o seu jogo de serviço e fez 5-4, para, depois, sentenciar o encontro ao primeiro “match point” e 18.º ponto de “break”.

A final está marcada para domingo.