A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou este domingo a apreensão, no sábado, no aeroporto de Lisboa, de uma tonelada de amêijoa japónica, no valor de 2.180 euros, que se destinava a ser vendida em Espanha. A apreensão aconteceu junto ao terminal de carga do aeroporto de Lisboa, encontrando-se os bivalves acondicionados em 48 sacos sem rótulo, empilhados sobre uma palete, no interior de um camião de matrícula espanhola.

Em comunicado, a ASAE refere que o operador económico em questão “não possuía qualquer documentação que atestasse a origem dos moluscos bivalves vivos, não permitindo efetuar a rastreabilidade obrigatória do produto que se destinava ao mercado espanhol”.

A nota adianta que, após parecer de médico veterinário, as amêijoas foram devolvidas “ao meio natural”, com a colaboração da Polícia Marítima de Lisboa. A ação de fiscalização da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica foi desenvolvida pela Unidade Nacional de Informações e de Investigação Criminal.

A ASAE promete continuar com este tipo de ações, no âmbito da segurança alimentar, “contribuindo para a garantia do controlo do circuito de comercialização de moluscos bivalves vivos, cuja captura está interdita em algumas zonas do país”.