Os navios de pesca de Portugal, Espanha, Holanda, Letónia e Lituânia podem voltar a pescar em águas marroquinas, de acordo com notícias avançadas na imprensa nacional.

As 63 licenças que entraram em vigor a 15 de julho foram emitidas ao abrigo de uma parceria entre a União Europeia (UE) e Marrocos e têm uma validade de quatro anos.

Marrocos vai ter uma compensação de 16 milhões de euros, que representa 60% dos 30 milhões de euros que a UE vai gastar por ano, avança a TVI. Os restantes 14 milhões destinam-se a apoiar o setor das pescas no país. Os donos dos navios vão ter de suportar um custo estimado em dez milhões de euros.

A Associação de Armadores revelou que o número de licenças atribuídas a Portugal não é elevado, mas que, ainda assim, está satisfeita com a notícia, segundo a informação divulgada pela RTP. A associação sublinhou que Marrocos é uma área com muito potencial e que as condições climatéricas permitem, por exemplo, a captura de sardinha, no inverno.