Quando a última rapariga nasceu na família Silverton, o rei Jorge V ainda estava no trono britânico, ainda nem sequer tinha havido qualquer Guerra Mundial e as mulheres não podiam votar. 101 anos e 16 rapazes depois, nasceu Poppy.

A menina é filha de Jeremy Silverton e de Danielle Andrews e nasceu a 9 de setembro, no Reino Unido. O casal já tinha dois rapazes e dificilmente esperavam que à terceira fosse de vez, graças ao historial familiar.

De acordo com a imprensa britânica, a última mulher da família chamava-se Jessie Silverton e nasceu em 1913. Os pais de Jessie, que já tinham dois filhos, tiveram mais dois filhos, ambos rapazes.

Os cinco irmãos tiveram cinco filhos, todos rapazes. Que, uma vez crescidos, tiveram sete filhos. Sem surpresas, todos rapazes, entre os quais Jeremy.

Chegada a vez de Jeremy Silverton ser pai, nasceu um Harry, hoje com seis anos. Jeremy e Danielle quiseram dar um irmão a Harry e nasceu Oscar, há quatro anos. Até que à terceira foi mesmo de vez e os Silverton acolheram finalmente uma menina. Poppy quebrou um ciclo de 101 anos e obrigou o pai a mudar a tinta do quarto de azul para cor-de-rosa. Afinal, quem o pode condenar por se ter adiantado?

“Quando contei à minha mãe pelo telefone, foram precisos cinco minutos até lhe cair a ficha, de que ia ser avó de uma neta e não de mais um neto”, contou Jeremy. É provável que haja um neto, filho e sobrinho da família Silverton que vá ter mais mimo do que os outros.