A CGTP anunciou um “Dia Nacional de Indignação, Ação e Luta” para 13 de novembro, em defesa do aumento dos salários, estabilidade do emprego, reposição dos direitos laborais e contra as políticas do Governo. A decisão foi tomada pelo Conselho Nacional da Intersindical, depois de analisados os resultados da quinzena de “informação, reivindicação e luta”, que terminou no domingo e permitiu auscultar milhares de trabalhadores.

A CGTP marcou ainda uma marcha nacional para novembro, em data a definir, próxima da discussão e votação do Orçamento do Estado para 2015 (OE2015), que deverá incluir iniciativas de protesto por todo o país, que culminarão numa ação geral em Lisboa.