Os presidentes dos Estados Unidos e da França decidiram pedir esforços internacionais para conter a epidemia de ébola que assola três países da África Ocidental. François Hollande e Barack Obama, que falaram ao telefone, sublinharam a necessidade de “uma mobilização da comunidade internacional e da União Europeia, em estreita colaboração com as Nações Unidas, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e os países afetados”.

A epidemia já matou 4 mil pessoas este ano na Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa, os países mais afetados pela doença.