O Exército assumiu este domingo o controlo da radiotelevisão nacional do Burkina Faso, constataram jornalistas da Agência France Presse (AFP).

Soldados do regimento de segurança do presidente dispararam para o ar no pátio de entrada do edifício para dispersar os manifestantes ali concentrados, antes de assumirem o controlo das instalações.

De acordo com a AFP, os militares também ocuparam a praça da Nação na capital, Ouagadougou, local simbólico das grandes manifestações que ocorreram durante a semana para contestar o regime do presidente Blaise Compaoré, que acabou por se demitir na sexta-feira, após 27 anos no poder.

No sábado, as forças armadas designaram um militar para liderar o regime de transição, Isaac Zida, e este domingo populares voltaram a sair à rua para exigir uma transição civil e democrática.